Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 21/05/2014 - 12h26
Postado em Agronegócios, Notícias, Pecuária de Corte

21/05/2014 12h26 - Postado em Agronegócios, Notícias, Pecuária de Corte

Valor da arroba do boi segue em alta no Paraná

Se comparado ao mesmo período do ano passado, o boi gordo está bem mais valorizado

_MG_3909

O inverno deve ser bom para os produtores paranaenses de bovinos de corte. O motivo se deve aos preços elevados da arroba do boi gordo, resultado da baixa oferta de animais, além da tendência de crescimento no consumo de carne bovina para os próximos meses. Até o dia 19, o valor médio para maio foi de R$ 120 a arroba, contra R$ 118,97 em abril e R$ 117,83 em março, segundo dados do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab).

Se comparado ao mesmo período do ano passado, o boi gordo está bem mais valorizado. Em maio de 2013 o preço médio fechou a R$ 95,65 a arroba. Fábio Mezzadri, técnico do Deral, afirma que desde janeiro deste ano os valores da arroba do boi têm aumentado. O fato tem relação com o comprometimento das pastagens, ocasionado pelo deficit hídrico ocorrido no último verão.

Com uma baixa qualidade do pasto, Mezzadri afirma que os animais começaram a perder peso, o que dificultou o abastecimento do mercado paranaense. “Os preços praticados desde o início do ano são atípicos”, destaca o especialista. Contudo, esses valores praticados no mercado estão favorecendo os pecuaristas que estão com uma margem de lucro mais favorável quando comparado ao mesmo período do ano passado.

Para este inverno, Mezzadri afirma que o preço da arroba tende a se manter em alta devido à falta de animais no pasto, já que muitos produtores chegaram a abater matrizes para abastecer os frigoríficos. Outro fator estimulante para o mercado da carne é a Copa do Mundo, que deve estimular o consumo da proteína.

O especialista do Deral conta que a partir de agora as pastagens de inverno e os confinamentos devem entrar em cena. “Os produtores estão animados e querem investir porque a tendência é de que os preços se mantenham em patamares mais elevados”, salienta o veterinário. Mezzadri calcula que só a partir do final deste ano, quando inicia o período das chuvas, o preço da arroba do boi deve sofrer desvalorização.

Varejo
Bom para os pecuaristas, mas ruim para os consumidores. A falta de animais no mercado tem influenciado diretamente o bolso do consumidor. De acordo com um levantamento realizado pelo Deral, o quilo do coxão mole em abril fechou a R$ 18,25, contra R$ 17,47 registrado em janeiro deste ano. O contra filé passou de R$ 16,93 o quilo em janeiro para R$ 17,68 em abril. Mezzadri estima que a partir de agora os preços devem se estabilizar.

img_2537

Fonte: Folha de Londrina – 21/05/2014

Título da Postagem: Valor da arroba do boi segue em alta no Paraná

imprensa@faep.com.br