Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 12/05/2015 - 17h21
Postado em Milho, Soja, Trigo

12/05/2015 17h21 - Postado em Milho, Soja, Trigo

USDA traz oferta e demanda de 2015/16

Acompanha a análise econômica a FAEP do relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgado nesta terça-feira (12)

Por: Tânia Moreira, economista do Departamento Técnico e Econômico da FAEP.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou hoje seu relatório de oferta e demanda no mês de maio revisando os números da safra 2014/15 que está praticamente finalizada nos Estados Unidos e em colheita e comercialização na América Latina e as primeiras estimativas para a safra 2015/16 que já está sendo plantada nos Estados Unidos, com boa evolução no plantio de milho e soja, por enquanto.
SOJA USDA TRAZ ESTOQUES MAIORES QUE O ESPERADO NA SAFRA 2015/16

tab1tab2

Para a safra 2014/15 o USDA elevou as exportações americanas e reduziu os estoques finais americanos dentro do que o mercado esperava. Os estoques finais mundiais também foram revisados, com redução de 4 milhões de toneladas.

Contudo o relatório foi considerado baixista trazendo estoques americanos para a safra 2015/16 acima da expectativa do mercado (até 12 milhões de toneladas), demonstrando uma rápida recomposição dos estoques, com o maior número em nove anos nos Estados Unidos.

A área de plantio nos Estados Unidos deve ser de 84,6 milhões de hectares, conforme previsto anteriormente e uma produção de 104,78 milhões de toneladas que não pode ser considerada uma produção pequena, olhando a série histórica de produção americana.

Segundo as previsões dos USDA o preço médio no ciclo 2015/16 deverá cair no intervalo entre US$ 8,25 a US$ 9,75 /bushel em comparação aos US$ 10,05/bushel da safra 2014/15.

Após a divulgação do relatório o contrato futuro na CBOT passou a operar em queda (-1,57%) no valor de US$ 9,59/bushel.
O USDA informou também um aumento de 3,2% no uso do farelo de soja, em linha com o crescimento da produção de carne nos Estados Unidos, mas acirrando-se a concorrência com as exportações de farelo de soja provenientes da América Latina, além da concorrência nas exportações do grão, limitando as exportações americanas. Além de um aumento no consumo mundial de óleo vegetal de 3,6% liderado pela China, Índia e Indonésia.

MILHO TEM ESTOQUES FINAIS MAIORES, MAS MENORES QUE O ESPERADO

tab3tab4

Apesar de um aumento na produção mundial na safra 2014/15 com revisão da produção brasileira o relatório do USDA ainda conseguiu causar uma reação positiva no mercado informando estoques finais americanos da safra 2015/16 abaixo do que era esperado (44,50 milhões de toneladas, segundo a agência de notícias Reuters), além de uma produção para a safra 2015/16 levemente acima do esperado, mas inferior a da safra 2014/15, com uma área de plantio e rendimentos menores nos Estados Unidos.

A média de preço considera pelo USDA para a safra 2015/16 é de US$ 3,20 a US$ 3,80 por bushel.
Após a divulgação do relatório o contrato de julho operava em alta de 0,90% no valor de US$ 3,63/bushel.

TRIGO TEM PRODUÇÃO AMERICANA E ESTOQUES ACIMA DO ESPERADO

tab5tab6
Para o trigo os estoques globais da safra 2014/15 vieram acima do que era esperado. São 201 milhões de toneladas em relação a previsão do mercado de um número em torno de 189 milhões de toneladas. A produção americana de 56,81 milhões de toneladas na safra 2015/16 também foi maior que as expectativas, e 3% maior que a produção americana do ciclo anterior, com estoques finais da nova safra em 203,32 milhões de toneladas o que além de ser maior que o esperado é maior que na safra anterior.

O intervalo de preços projetado pelo USDA para a safra 2015/16 foi de US$ 4,50 a US$ 5,50 por bushel.

Título da Postagem: USDA traz oferta e demanda de 2015/16

imprensa@faep.com.br