Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 30/09/2015 - 16h20
Postado em Agronegócios

30/09/2015 16h20 - Postado em Agronegócios

USDA: Estoques americanos de soja cresceram 108%

Relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos divulgado nessa quarta-feira mostra crescimento nos estoques americanos em relação ao ano passado

Por: Tânia Moreira |Economista do Departamento Téc. e Econômico da FAEP.

Nesta quarta-feira(30) o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou os estoques trimestrais americanos com posição em 1º de setembro. Os dados mostraram estoques totais em 2015 menores do que era esperado pelo mercado, ou seja, segundo o USDA os estoques são de 191,42 milhões de bushels enquanto a expectativa média do mercado era um pouco maior, de até 205,0 milhões de bushels.

Estoques menores que o esperado seria um dado positivo, no entanto, o USDA divulgou também um aumento de 108% nos estoques trimetrais em relação a 2014, o que não casou uma reação positiva no mercado, que passou a registrar perdas, imediatamente após a divulgação dos dados.

A produção de soja para 2014 também sofreu reajuste sendo reduzida de 108,0 para 106,87 milhões de toneladas, o que não casou grandes impactos por ser um dado já aguardado pelo mercado.

A previsão de produção de 107,1 milhões de toneladas para 2015/16 segundo os dados de setembro do USDA para os Estados Unidos, com percentual colhido de 21%, acima da média dos últimos cinco anos, com estoques elevados, segue ditando o ritmo dos preços, que também são conduzidos pela a expectativa de produção de 100,5 milhões de toneladas no Brasil na safra 2015/16. Os preços atuais em dólares são 35% inferiores que a média de preços em dólares dos últimos cinco anos.

O contrato futuro de março-2016 oscilou no mês de setembro entre a mínima de US$ 8,71/bushel e a máxima de US$ 8,97 por bushel. Com o câmbio médio de setembro a R$ 3,902 o preço médio semanal recebido pelo produtor foi cotado a R$ 70,45 por saca, para uma safra paranaense com percentual de plantio de 13% e comercialização estimada em 35% a partir de dados da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (SEAB) e da consultoria Safras e Mercado.

No relatório dessa quarta, o USDA ajustou também os estoques trimestrais de milho que tiveram um corte levemente acima do esperado. O USDA apontou estoques de 1,731 bilhões de bushels, para expectativas de até 1,739 bilhões de bushels. Os estoques de 2015 ficaram 41% maiores do que em 2014, e os contratos futuros passaram a cair após a divulgação do relatório.

Para o trigo, os estoques trimestrais relatados foram de 2,088 bilhões de bushels abaixo dos 2,149 bilhões de bushels previstos pelo mercado. A produção de trigo para 2015 foi estimada em 2,052 bilhões de bushels, abaixo da expectativa de 2,136 bilhões de bushels do mercado. Os futuros do trigo passaram a subir após a divulgação do relatório.

Título da Postagem: USDA: Estoques americanos de soja cresceram 108%

imprensa@faep.com.br