Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 31/07/2013 - 12h00
Postado em Notícias

31/07/2013 12h00 - Postado em Notícias

Trigo triguilho

Boa parte da produção de trigo do Paraná perdeu qualidade por causa das geadas e da neve da semana passada e corre o risco de ser classificada como triguilho na colheita – perdendo metade de seu valor. Foi o que mostrou avaliação divulgada ontem pela Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento (Seab).A parcela das […]

Boa parte da produção de trigo do Paraná perdeu qualidade por causa das geadas e da neve da semana passada e corre o risco de ser classificada como triguilho na colheita – perdendo metade de seu valor.

Foi o que mostrou avaliação divulgada ontem pela Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento (Seab).A parcela das lavouras em boas condições caiu de 79% para 47%, conforme o relatório técnico do Departamento de Economia Rural (Deral) da Seab. Já a parcela ruim subiu de 4% para 18%. As lavouras mais afetadas são as que estão adiantadas e começam a ser colhidas em agosto.

Como 52% das plantações de 940 mil hectares estavam em fase vulnerável à geada, o diagnóstico mostra que houve prejuízo em praticamente todas essas áreas, em floração e frutificação. Em volume, as perdas passam de 550 mil toneladas, aponta Robson Mafioletti, da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar). Quatro dias de geada seguidos bombardearam os trigais paranaenses. E ainda há risco de geada até setembro, conforme as previsões meteorológicas. Quanto mais tarde a ocorrência, pior para o cereal.

Perdas

550 mil toneladas de trigo a menos que as 2,7 milhões esperadas devem ser colhidas no Paraná, sem contar a perda de qualidade provocada pelas geadas.

Gazeta do Povo

imprensa@faep.com.br