Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 16/05/2014 - 12h18
Postado em Agronegócios, Exportações, Grãos, Milho, Notícias, Soja

16/05/2014 12h18 - Postado em Agronegócios, Exportações, Grãos, Milho, Notícias, Soja

Soja puxa as exportações paranaenses do agronegócio

O Paraná produziu na última safra 14,51 milhões de toneladas de soja, contra 15,79 milhões de toneladas registradas no mesmo período do ano passado

sojaO Paraná continua na terceira posição nas exportações do agronegócio brasileiro, segundo dados levantados pelo Ministério da Agricultura referentes aos embarques realizados em abril. No mês passado o Estado exportou US$ 1,40 bilhão, contra US$ 1,93 bilhão de Mato Grosso e US$ 1,51 bilhão de São Paulo. Marcelo Garrido, economista do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), vê como positiva a terceira colocação do Paraná no ranking de exportações.

O especialista explica que o carro-chefe das exportações paranaenses neste ano foi a soja. No primeiro quadrimestre do ano, o Estado exportou 3,34 milhões de toneladas do grão, contra 1,81 milhão de toneladas dos quatro primeiros meses de 2013. No acumulado de janeiro até abril, a receita dos negócios com a soja no mercado externo somou US$ 1,64 bilhão, ante US$ 956 milhões arrecadados no mesmo período do ano passado.

Garrido atribui a elevação das exportações de soja ao aumento da procura dos Estados Unidos pela oleaginosa, além da alta demanda da China. Além disso, ele frisa que neste ano a competitividade com as exportações com o milho no primeiro quadrimestre do ano reduziu, o que viabilizou o crescimento do embarque da soja. “Outro benefício é que os portos também estão escoando melhor a produção”, comenta Garrido sobre os recentes investimentos realizados no Porto de Paranaguá.

O economista justifica a primeira posição do Mato Grosso nas exportações brasileiras do agronegócio pelo seu alto volume de produção de grãos e São Paulo devido à produção de suco de laranja, que gera um alto valor agregado sobre as exportações.

Surpresa
Gilda Bozza, economista da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), avalia como positivo o incremento nas exportações paranaenses do agronegócio principalmente depois da forte estiagem que atingiu o Estado, que acabou comprometendo parte da produção. Segundo dados do Deral, a estiagem causou uma perda na safra 2013/14 de 2,01 milhões de toneladas em soja e 100 mil toneladas em milho.

Para 2014, Gilda avalia que as exportações brasileiras de soja não serão tão fortes devido ao anúncio de boa safra nos Estados Unidos. Os americanos devem produzir na safra 2014/15 98,9 milhões de toneladas. “Essa alta produção pode interferir diretamente nos preços do produto”. No primeiro trimestre de 2014 o valor da tonelada de soja destinada para exportação foi de US$ 489,90, contra US$ 530 por tonelada registrado no mesmo período do ano passado.

O Paraná produziu na última safra 14,51 milhões de toneladas de soja, contra 15,79 milhões de toneladas registradas no mesmo período do ano passado. A área destinada para a oleaginosa no ciclo 2013/14 aumentou em 5% em relação à safra anterior. Ao todo, foram semeados 4,91 milhões de hectares com a oleaginosa.

Brasil
Dados do Ministério da Agricultura apontam que de janeiro a abril deste ano as exportações brasileiras do agronegócio alcançaram o montante de US$ 29,85 bilhões. Em 2013, os cinco maiores estados exportadores do País alcançaram a marca de US$ 70,20 bilhões em vendas externas. São Paulo exportou US$ 20,78 bilhões, Mato Grosso (US$ 15,49 bilhões), Paraná (US$ 13,55 bilhões), Rio Grande do Sul (US$ 13,05 bilhões) e Minas Gerais (US$ 7,34 bilhões).

img_1979

Fonte: Folha de Londrina – 16/05/2014

Título da Postagem: Soja puxa as exportações paranaenses do agronegócio

imprensa@faep.com.br