Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 07/04/2020 - 08h00
Postado em Destaques, Notícias, SENAR-PR

07/04/2020 08h00 - Postado em Destaques, Notícias, SENAR-PR

SENAR-PR auxilia na formação de alunos em Irati

Cursos nas áreas rural e florestal são ofertados como atividade extracurricular do colégio florestal do município

Localizado em Irati, na região Sudeste do Paraná, o Colégio Estadual Florestal Presidente Costa e Silva é destaque nacional na formação técnica de profissionais que atuam no setor florestal. Este trabalho já vem sendo desenvolvido há 47 anos, quando o colégio oficialmente deu início a suas atividades após a transferência do primeiro curso de técnico florestal do país para o município.

Atualmente, a instituição é o único colégio público do Paraná que oferece curso técnico em Florestas. São 176 hectares disponíveis para as aulas práticas, incluindo áreas de mudas nativas, reflorestamento e blocos administrativos. Por conta da sua referência na área, o colégio recebe alunos de todo o país, além de outros municípios paranaenses. Inclusive, cerca de 70% dos 508 alunos matriculados no ano letivo de 2020 são de outros Estados, como Santa Catarina, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Pará. A instituição de ensino oferece também cursos técnicos em Segurança do Trabalho e Agronegócio, este com maioria de alunos vindos da área rural.

Por conta desta abrangência, há cerca de 10 anos, o Colégio Florestal de Irati firmou uma parceria com o SENAR-PR, para a realização de cursos que se enquadram na complementação didática da grade curricular. Na instituição, as disciplinas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) são aliadas às disciplinas técnicas profissionalizantes, enquanto as capacitações do SENAR-PR estão voltadas para o ensino prático e ofertadas como atividade extracurricular.

“Os cursos vêm para agregar conhecimento, promovendo aprofundamento e diversificação, uma nova prática, um novo conhecimento. O material do SENAR-PR é atualizado e os instrutores, bem preparados, conhecem realmente o dia a dia do trabalho e a realidade do mercado nas áreas rural e florestal. É uma formação técnica e social que possui alinhamento com o próprio colégio, de acordo com nossos os cursos técnicos”, afirma a diretora geral, Mariane Pierin Gemin.

Nos últimos oito anos, 73 cursos do SENAR-PR foram realizados no Colégio Florestal de Irati, atendendo cerca de 900 alunos. São ofertadas capacitações nas áreas de silvicultura, apicultura, mecanização agrícola, industrialização de produtos de origem animal e vegetal, cultivos específicos e empreendedorismo, entre outros. De acordo com supervisor da Regional de Irati do SENAR-PR, Eduardo Mercado, a parceria se intensificou em 2019, com 280 alunos atendidos somente neste ano. Para 2020, são 21 cursos programados. Para isso, o colégio investiu em uma sala específica para a realização dos cursos do SENAR-PR.

“É uma forma de proporcionar um diferencial na formação, um plus no currículo dos alunos. A diversificação é importante, também, pois muitos fazem cursos do SENAR-PR que não são da sua área. Por exemplo, filhos de produtores rurais podem levar novas ideias para a propriedade rural”, complementa o diretor da fazenda-escola, Igor Felipe Zampier.

Impactos na comunidade

A repercussão positiva dos cursos entre os alunos estimulou uma mudança no dia a dia da instituição de ensino. De acordo com a diretora-geral, Mariane Pierin Gemin, professores e funcionários também se envolvem nas turmas dos cursos do SENAR-PR para aprimorar o desempenho de suas funções. “As capacitações estão dentro de todas as dinâmicas do que está sendo pensado para a melhoria e alcance de novos resultados. A maior vantagem é a atualização constante que os instrutores têm e isso, com certeza, agrega mais conhecimento”, aponta Mariane.

O resultado positivo também ultrapassou as barreiras do colégio, fazendo com que pais e familiares dos estudantes busquem as capacitações do SENAR-PR. Segundo o supervisor regional da entidade, houve aumento da procura dos cursos por parte dos agricultores da região – muitos pais de alunos do colégio – a partir de relatos dos filhos.

“Os pais procuram os cursos no próprio colégio. Mas por questões de logística e deslocamento, há a orientação que essas pessoas vão até o sindicato rural mais próximo para, então, verificarmos a demanda e oferecermos o curso de interesse”, explica Mercado.

A diretora-geral também destaca a importância de se investir na formação destes produtores devido à expansão do setor florestal. Segundo o governo do Estado, o Paraná detém 13% da base florestal brasileira, com cerca de 1,1 milhão de hectares de floresta plantada e geração de 96 mil empregos diretos.

“Os nichos de produtividade oriundos da madeira e todos os elos dessa cadeia produtiva estão em crescimento. Isso contribui para o aumento da empregabilidade dos nossos alunos, para que os estágios obrigatórios sejam cada vez mais amplos e modernos. Em contrapartida, exigem-se profissionais mais capacitados e especializados, porque o setor está buscando a melhoria da qualidade do produto final”, conclui Mariane.

Parceria internacional

Além de atrair estudantes e alunos de diversos Estados, o trabalho de ponta desenvolvido pelo Colégio Estadual Florestal Presidente Costa e Silva também já rendeu parcerias internacionais. Entre 1979 e 1987, um convênio de cooperação técnica assinado entre Brasil e Alemanha foi desenvolvido no Paraná. Por meio de uma parceria, a Deutsche Gesellschaft Für Technische Zusammenarbeit GmbH (GTZ) (Sociedade Alemã de Cooperação Técnica, em português), empresa de cooperação internacional para o desenvolvimento sustentável, realizou projetos e programas de desenvolvimento com o Colégio Florestal de Irati.

Título da Postagem: SENAR-PR auxilia na formação de alunos em Irati

imprensa@faep.com.br