Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 11/07/2013 - 12h00
Postado em Notícias

11/07/2013 12h00 - Postado em Notícias

Semana da gastronomia alemã no SENAC

No ano da Alemanha + Brasil 2013 – 2014, o Senac traz a cozinha germânica ao Paraná. Heiko Grabolle, chef alemão radicado no Brasil desde 2003, food stylist, consultor e professor de gastronomia, traz todo seu conhecimento multicultural e suas técnicas culinárias para a Semana de Estudos e Pesquisa da Gastronomia Alemã. O evento será […]

No ano da Alemanha + Brasil 2013 – 2014, o Senac traz a cozinha germânica ao Paraná. Heiko Grabolle, chef alemão radicado no Brasil desde 2003, food stylist, consultor e professor de gastronomia, traz todo seu conhecimento multicultural e suas técnicas culinárias para a Semana de Estudos e Pesquisa da Gastronomia Alemã. O evento será realizado de 14 a 20 de julho, nas cidades de Curitiba, Caiobá, Foz do Iguaçu e Maringá, e conta com a parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Com uma trajetória variada, que inclui passagens por restaurantes e hotéis em países como Alemanha, Suíça, Itália, Espanha e Inglaterra, o chef aprendeu a unir sua formação profissional com sua criatividade para inovar e experimentar novos sabores. Por isso, o cardápio do festival gastronômico do Senac trará os pratos típicos alemães, joelho de porco e marreco recheado, combinados com sabores bem brasileiros, como o filé de tilápia frito com manteiga clarificada, ervas e limão siciliano (Tilapia Müller) e a cuca de banana (Bananen-kuchen). Mas é claro que todas as receitas terão um toque "germânico".

De acordo com Grabolle, o festival vai aliar a culinária tradicional alemã e a contemporânea. Enquanto os almoços do tipo buffet trazem um cardápio mais tradicional, o serviço empratado segue a tendência por uma alimentação mais leve e saudável, porém rica em sabor. "A comida alemã é conhecida por ser pesada, com uso de muita nata e gordura animal. Mas observamos que os alemães buscam um estilo de vida mais saudável, o que reflete na opção por refeições mais leves. Na região onde nasci, a Vestefália, já não é fácil encontrar locais que vendem o joelho de porco para o preparo do eisbein", afirma.

O chef ruma para a criação de uma nova identidade gastronômica alemã, adaptada às atuais necessidades alimentares da população. No entanto, as características fundamentais da gastronomia germânica são mantidas: molhos e texturas, temperos simples e as conservas. Heiko explica que a cozinha alemã no Brasil representa a culinária de inverno da Alemanha. "As conservas são alternativas para manter o consumo de frutas e vegetais durante o rigoroso inverno europeu. Os imigrantes alemães trouxeram as conservas em suas malas, pois isso lhes dava segurança", relata.

Além da degustação dos pratos, a semana gastronômica proporciona aos alunos e instrutores do Senac, bem como ao público em geral, a imersão em culinárias diversificadas e o contato com chefs de renome internacional, trazidos especialmente para os eventos. Há cinco anos, o Senac promove festivais e semanas de estudos da gastronomia. Os temas são sempre novos e se reinventam na busca de decifrar os enigmas da culinária estadual e mundial.

Palestra em Curitiba

Em Curitiba, a programação começará um dia antes, no sábado (13), com a palestra gratuita "Cozinha Típica Alemã da tradicional à contemporânea", com o chef alemão Heiko Grabolle. O encontro faz parte do Festival de Inverno do Centro Histórico de Curitiba, e está marcado para às 13h, no Bar do Alemão, no Largo da Ordem.

Confira a programação completa do festival gastronômico no www.pr.senac.br/semanagastronomica.

imprensa@faep.com.br