Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 07/03/2013 - 12h00
Postado em Notícias

07/03/2013 12h00 - Postado em Notícias

Safra Grãos 2012/2013 – 6ª Estimativa Conab

A Conab divulgou nesta manhã, o sexto levantamento da safra de grãos 2012/13.  O aumento da área plantada na safra 2012/13, de acordo com a Conab é de 2,11 milhões de hectares, totalizando 52,99 milhões de hectares.  As principais culturas, soja e milho, ocupam, respectivamente, 27,65 milhões e 15,41 milhões de hectares. A produção brasileira […]

A Conab divulgou nesta manhã, o sexto levantamento da safra de grãos 2012/13.  O aumento da área plantada na safra 2012/13, de acordo com a Conab é de 2,11 milhões de hectares, totalizando 52,99 milhões de hectares.  As principais culturas, soja e milho, ocupam, respectivamente, 27,65 milhões e 15,41 milhões de hectares.

A produção brasileira de grãos está estimada em 183,58 milhões de toneladas, configurando uma elevação de 10,5% sobre o volume produzido na safra 2011/12, de 166,17 milhões de toneladas. O destaque fica para a soja, com um crescimento de 23,6%, ou seja, 15,68 milhões de toneladas superior à produção 2011/12, passando de 66,38 milhões para 82,06 milhões de toneladas.  A produção do Paraná, segundo produtor brasileiro do grão, a estimativa é de 15,3 milhões de toneladas e produtividade média de 3.038 kg por hectare.

A produção brasileira de milho (1ª e 2ª safra) está prevista em 76,07milhões de toneladas e produtividade média de 4.935 kg/hectare.  O Paraná ,principal produtor, tem estimativa de produção total em 18,10 milhões de toneladas, sendo 6,84 milhões de toneladas para o milho 1ª safra e 11,23 milhões de toneladas para o milho safrinha.  A produtividade paranaense estimada para o milho 1ª safra é de 8.100 kg por hectare. Para o milho safrinha a produtividade prevista é de 5.450 kg/hectare.

Quanto ao trigo, a Conab estima uma produção de 4,30 milhões de toneladas e produtividade média de 2.269 kg por hectare. O Paraná, novamente na posição de principal produtor brasileiro do cereal, tem previsão de uma produção de2,1 milhões de toneladas.

A cultura do feijão aponta redução de área plantada, dada a instabilidade dos preços recebidos pelos produtores.   Com isso, a produção total deverá ficar em 3,3 milhões de toneladas.  O Paraná, principal produtor deverá produzir 722,9 mil toneladas, com produtividade de 1.667 kg por hectare.

Gilda M. Bozza – Economista – DTE/FAEP

imprensa@faep.com.br