Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 21/12/2012 - 12h00
Postado em Notícias

21/12/2012 12h00 - Postado em Notícias

Safra 2012/2013 de café fecha em 50,83 mi de sacas, volume recorde

A safra brasileira de café de 2012, em fase de comercialização, está estimada em um volume recorde de 50,83 milhões de sacas de 60 quilos, conforme o quarto levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado na quinta-feira. O resultado representa um crescimento de 16,9% em relação à produção de 2011 (43,48 milhões de sacas), […]

A safra brasileira de café de 2012, em fase de comercialização, está estimada em um volume recorde de 50,83 milhões de sacas de 60 quilos, conforme o quarto levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado na quinta-feira.

O resultado representa um crescimento de 16,9% em relação à produção de 2011 (43,48 milhões de sacas), e um leve aumento de 0,07% ante a estimativa anterior, de setembro, que projetava a safra em 50,48 milhões de sacas.

O dado da Conab, último para a safra 2012, confirma expectativa de colheita recorde, superando o resultado de 2002/2003, quando os cafeicultores produziram 48,48 milhões de sacas.

A Conab informa que o ano de alta bienalidade do café arábica, que alterna safra grande com outra menor no ano seguinte, e o investimento feito pelo produtor na lavoura são os responsáveis pelo crescimento.

O resultado "poderia ter sido maior não fosse a adversidade climática de algumas regiões produtoras dos Estados da Bahia, do Paraná, de Rondônia e Minas Gerais", informa a estatal, por meio de comunicado.

A safra de arábica está projetada em 38,34 milhões de sacas, representando 75,4% da produção nacional. O Estado de Minas Gerais é o maior produtor, com 26,94 milhões de sacas.

A produção de conilon, ou robusta, deve alcançar 12,48 milhões de sacas, média de 24,6% da produção cafeeira do País. O Estado do Espírito Santo é o maior produtor de conilon e a colheita deve ser de 9,71 milhões de sacas.

A área nacional plantada com as duas espécies de café somou 2,33 milhões de hectares, com acréscimo de 2,25% ou 51.254 hectares sobre a área de 2,27 milhões de hectares da safra de 2011.

Críticas

Durante o evento de ontem, o secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, José Gerardo Fontelles, contestou as estimativas não oficiais para a safra brasileira de café, principalmente a de 2013, que começa a ser colhida em meados do próximo ano.

Fontelles defendeu a confiabilidade dos números oficiais dos levantamentos realizados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). "Somos os maiores produtores e segundo maior mercado consumidor, então temos de ter números confiáveis", disse ele.

As estimativas acima das projeções oficiais divulgadas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) e pela trading brasileira Terra Forte desagradou aos responsáveis pela política cafeeira no governo e aos representantes dos cafeicultores.

O USDA estimou a safra de 2012 em 55,9 milhões de sacas de café, enquanto a Terra Forte projetou 52,23 milhões de sacas para 2012 e 53,39 milhões de sacas para 2013.

DCI São Paulo

imprensa@faep.com.br