Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 10/01/2014 - 17h43
Postado em Grãos

10/01/2014 17h43 - Postado em Grãos

Relatório do USDA de janeiro para soja, milho e trigo

SOJA Os Estados Unidos deverão manter a liderança da produção mundial de soja na temporada 2013/14, enquanto o Brasil, onde a colheita está apenas começando, se aproxima cada vez mais da primeira posição, mostraram os dados do relatório de oferta e demanda do Departamento de Agricultura norte-americano (USDA) nesta sexta-feira (10/01). A estimativa de safra […]

SOJA
Os Estados Unidos deverão manter a liderança da produção mundial de soja na temporada 2013/14, enquanto o Brasil, onde a colheita está apenas começando, se aproxima cada vez mais da primeira posição, mostraram os dados do relatório de oferta e demanda do Departamento de Agricultura norte-americano (USDA) nesta sexta-feira (10/01).

A estimativa de safra dos EUA foi elevada para 89,51 milhões de toneladas, aumento de 850 mil toneladas ante a projeção de dezembro, devido a um registro de melhores produtividades e de área colhida. Para a Argentina, o órgão do governo norte-americano manteve a projeção de 54,5 milhões de toneladas de soja.

Ao mesmo tempo, o USDA elevou a projeção da colheita brasileira em 1 milhão de toneladas, para um recorde de 89 milhões. Esta foi a estimativa final do USDA para a safra norte-americana, que foi colhida no segundo semestre do ano passado. Já no Brasil a colheita 2013/14 está recém começando, e os números ainda não são definitivos. “A alta deve-se a uma maior projeção de área, refletindo dados recentes de pesquisa do governo federal brasileiro”, disse o USDA, em nota.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), ligada ao Ministério da Agricultura, elevou na quinta-feira sua estimativa de área plantada no Brasil para 29,56 milhões de hectares, contra 29,45 milhões do relatório de dezembro. A Conab estimou a safra brasileira em 90,33 milhões de toneladas.

MILHO
O USDA manteve a estimativa de dezembro para a safra total de milho no Brasil em 2013/14 de 70 milhões de toneladas.

Para a Argentina, o órgão do governo norte-americano reduziu a safra de milho em 1 milhão de toneladas, para 25 milhões.

A previsão para safra de milho dos Estados Unidos em 2013 foi rebaixada ligeiramente ante projeção anterior, enquanto os estoques no país foram reduzidos a níveis abaixo do esperado pelo mercado.

Os estoques de milho nos EUA foram estimados em 1,631 bilhão de bushels (41,43 milhões de ton), contra uma estimativa anterior de 1,792 bilhão de bushels apontado pelo USDA no relatório anterior.

TRIGO
O USDA reduziu a estimativa de safra de trigo 2013/14 da Argentina, importante fornecedor do cereal ao Brasil, assim como cortou a expectativa de exportação do grão argentino.

A safra argentina foi reduzida para 10,5 milhões de toneladas, ante 11 milhões de toneladas na projeção de dezembro e contra 9,5 milhões de toneladas na fraca colheita da temporada passada, quando a área plantada caiu fortemente. O país vizinho, um dos maiores exportadores globais, foi golpeado por um clima adverso em 13/14.

O USDA também reduziu a previsão de exportações de trigo da Argentina na atual temporada para 4 milhões de toneladas, ante 4,5 milhões da projeção de dezembro e 3,55 milhões de toneladas na temporada passada.

Por conta de preocupações com a safra, abastecimento e inflação, as exportações do trigo colhido na nova safra argentina estão suspensas, uma vez que exportadores ainda não receberam autorização para embarques do governo.

Fonte: USDA, R7 e Reuters

Título da Postagem: Relatório do USDA de janeiro para soja, milho e trigo

imprensa@faep.com.br