Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 29/08/2016 - 17h10
Postado em Destaques, Notícias

29/08/2016 17h10 - Postado em Destaques, Notícias

Programa busca retomada de práticas conservacionistas no Paraná

Lançado nesta segunda-feira (29), o Programa Integrado de Conservação de Solo e Água irá treinar dois mil técnicos e mobilizar produtores em relação aos cuidados com o solo e a água

A conservação do solo e da água no Paraná ganhou um aliado de peso. Nesta segunda-feira (29), o governador Beto Richa assinou o decreto que cria o Programa Integrado de Conservação de Solo e Água do Paraná, desenvolvido pelo governo estadual em parceria com 15 entidades dos setores público e privado do agronegócio, inclusive o Sistema FAEP/SENAR-PR.

O programa é uma demanda do setor, que já identificava problemas de conservação do maior patrimônio dos produtores, o solo, e na preservação das fontes de água, com impactos diretos na produtividade das lavouras. De acordo com dados da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab), atualmente 30% do território agricultável do Estado registram algum processo de erosão.

Para o presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette, o programa valoriza os dois aspectos vitais para a agricultura, solo e água, além de inserir novas tecnologias ao cotidiano dos produtores. “Já estava sinalizado que o Estado necessitava de um novo esforço de recuperação e manutenção do solo. Esta iniciativa de instituir o programa é fundamental para que, no futuro, as novas gerações não nos cobrem por omissão. É uma oportunidade de reescrever a história”, destacou Ágide.

“O programa é fundamental diante do papel da agricultura na economia estadual. O setor merece atenção especial por parte do governo”, destacou o governador Beto Richa. “Mais uma vez, o Paraná sai na frente com o lançamento deste programa, importante para que o Estado continue sendo o líder do país em produtividade”, complementou o governador.

Um de seus objetivos é retomar as práticas conservacionistas no Estado, como o sistema de Plantio Direto na Palha e plantio de nível, que foram abandonadas em muitas propriedades. “Esse é um processo importante para recuperação da consciência para fazermos uma agricultura conservacionista. Com certeza, o programa é um marco importante para o futuro”, disse o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, durante o evento no Palácio Iguaçu.

O programa prevê um conjunto de ações, desde a sensibilização, capacitação, transferência e a difusão das tecnologias para produtores e técnicos até a interação entre órgãos públicos, sociedade e organizações civis para trabalharem em conjunto. O Programa Integrado de Conservação de Solo e Água do Paraná está desenvolvido sob cinco eixos: difusão da conservação do solo e água, capacitação de técnicos e produtores, instalação de unidades de pesquisa aplicada pelo Estado, execução propriamente dita do programa e a atualização da legislação vigente em relação à conservação do solo e água.

Título da Postagem: Programa busca retomada de práticas conservacionistas no Paraná

imprensa@faep.com.br