Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 29/02/2016 - 09h30
Postado em Destaques

29/02/2016 09h30 - Postado em Destaques

Produtores de mandioca no Paraná passam por momento de crise

Depois da queda do preço em 2015, muitos produtores não tiveram dinheiro para investir em um novo plantio neste ano

O momento é difícil para os produtores de mandioca do Paraná. Eles plantaram menos porque os preços estão baixos e, mesmo assim, não houve reação. O seu Elino produz mandioca há mais de 30 anos em Paranavaí, região noroeste do estado. Ele conta que nesse período ganhou e também perdeu dinheiro.

No ano passado teve muita oferta de mandioca. Com isso, o preço acabou despencando. A tonelada chegou a ser vendida por R$ 130, o que foi insuficente para cobrir até mesmo os custos da produção. Com isso, muitos produtores não tiveram dinheiro para investir em um novo plantio. Foi o que aconteceu com a família Heidemann.

O preço baixo da mandioca foi reflexo da safra de 2013. Quando a tonelada no Paranၠfoi negociada na casa dos R$ 700. Naquela época, a área plantada saltou 13% no estado.

O produto ajudou a abastecer o mercado do Nordeste que teve muitas perdas por causa da seca. Com mandioca sobrando, o preço caiu.Em 2015 a tonelada foi vendida na região de Paranavaí por R$ 130. O impacto atingiu em cheio 2016: dados da Associação Brasileira de Amido de Mandioca indicam que a área plantada no estado diminuiu em 23% e a estimativa é que a produção caia em 10%, realidade que acende um sinal de alerta na indústria.

Para não correr o risco de ficar sem a matéria prima o ritmo de produção em uma fecularia em Santa Cruz do Monte Castelo (PR) é a todo vapor. Como o preço está baixo, a indústria aproveita para comprar bastante raiz e fazer estoque. Mesmo com essa queda, o Paraná deve se manter como o 2º maior produtor de mandioca do Brasil, só fica atrás do Pará.

Fonte: G1 – Globo Rural

Tags:,

Título da Postagem: Produtores de mandioca no Paraná passam por momento de crise

imprensa@faep.com.br