Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 02/09/2013 - 12h00
Postado em Notícias

02/09/2013 12h00 - Postado em Notícias

Presidente da Faep avalia cenário atual do agronegócio paranaense

As fortes geadas que atingiram o Paraná nos últimos meses provocaram grandes prejuízos no campo. A primeira, em julho, resultou em mais de R$ 1,2 bilhões em perdas, segundo números da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep). Café, trigo e milho foram as culturas mais prejudicadas, apontou Ágide Meneguette, presidente da Faep. Ele […]

As fortes geadas que atingiram o Paraná nos últimos meses provocaram grandes prejuízos no campo. A primeira, em julho, resultou em mais de R$ 1,2 bilhões em perdas, segundo números da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep). Café, trigo e milho foram as culturas mais prejudicadas, apontou Ágide Meneguette, presidente da Faep.

Ele esteve ontem em Paranavaí e participou da cerimônia de posse da presidência do Núcleo Regional dos Sindicatos Rurais do Norte e Noroeste do Paraná (Nurespar). Na ocasião, concedeu entrevista ao Diário do Noroeste e fez uma avaliação da atual situação do agronegócio paranaense.

Meneguette disse que apesar das perdas provocadas pelas ondas de frio deste inverno, muitos produtores estavam protegidos por algum tipo de seguro. A estimativa do presidente da Faep é que 90% dos agricultores e pecuaristas tenham direito a receber reembolso.

Além das variações climáticas, outra preocupação dos produtores rurais é com o investimento em novas tecnologias. O presidente da Faep disse que alguns setores estão mais avançados do que outros, mas afirmou que todos têm buscado melhorias, para aumentar a competitividade.

Por causa disso, o Paraná está entre os estados mais desenvolvidos do Brasil quando o assunto é produtividade, com destaque para a produção de frango, trigo, soja e pecuária de leite. A diversificação é favorável. "O agronegócio tem sustentado a economia do país. No nosso estado não é diferente, principalmente por causa de mix de culturas", avaliou Meneguette.

A Faep reúne 187 sindicatos rurais de todo o Paraná e 72 mil produtores. Entre as entidades que compõem a Faep, 25 integram o Nurespar, que desde ontem é presidido por Ivo Pierin Junior, de Paranavaí.

Ele assumiu o lugar de Guerino Guandalini, de Astorga, e ficará à frente da entidade por dois anos. A intenção de Pierin Junior é incrementar as discussões voltadas para a promoção do desenvolvimento regional. "Queremos estabelecer ações conjuntas com todos os sindicatos, buscar novas experiências e técnicas de produção que deram certo em outras regiões do Paraná e em outros estados".

Diário do Noroeste
Publicação dia 01/09/2013

imprensa@faep.com.br