Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 17/09/2014 - 11h39
Postado em Agronegócios

17/09/2014 11h39 - Postado em Agronegócios

PIB do agronegócio tem alta de 1,9%

O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio subiu 1,9% no primeiro semestre, segundo estimativa do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) e da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). “A desaceleração dos preços agropecuários marcou o fim do primeiro semestre de 2014, mas, ainda assim, o cenário se manteve positivo na […]

O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio subiu 1,9% no primeiro semestre, segundo estimativa do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) e da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). “A desaceleração dos preços agropecuários marcou o fim do primeiro semestre de 2014, mas, ainda assim, o cenário se manteve positivo na comparação com 2013”, apontou CNA.

Entre os quatro segmentos que compõem o PIB do agronegócio, a principal contribuição para a alta de 1,9% veio do setor primário, que registrou aumento de 4,04% no primeiro semestre. Os setores de insumos e distribuição subiram 1,84% e 1,57%, respectivamente. Em contrapartida, o setor industrial ficou estagnado, com leve alta de 0,1%.

No segmento primário, o PIB foi beneficiado por um aumento do volume produzido de 3,60% e alta de preço de 2,45%, em geral, com destaque para cacau, laranja, algodão, soja, banana, arroz, trigo e mandioca. Já produtos como cana, milho, tomate tiveram queda do faturamento no primeiro semestre. Na área de insumos, a pecuária contribuiu com 3,12%, e a agricultura com 0,92%.

Conforme a CNA, o PIB estagnado da indústria ligada ao agronegócio reflete o desempenho da indústria de beneficiamento de vegetais, que recuou 3,31%. Como um todo, o PIB da indústria vinculada à agricultura caiu 0,5%. A queda dos grãos afetou o desempenho da indústria de processamento nos últimos meses, afirma a pesquisadora do Cepea, Adriana Ferreira Silva. Além dos grãos, usados para a produção de ração, indústrias como as de suco de laranja, fumo e arroz também tiveram resultado negativo, em volume e preços, diz. Já o PIB da indústria ligada à pecuária teve alta de 4,54% no primeiro semestre, puxado pelo desempenho dos frigoríficos e laticínios.

Fonte: Valor Econômico

Tags:,

Título da Postagem: PIB do agronegócio tem alta de 1,9%

imprensa@faep.com.br