Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 29/11/2013 - 16h23
Postado em Eventos, Programa Empreendedor Rural

29/11/2013 16h23 - Postado em Eventos, Programa Empreendedor Rural

Para dirigentes infraestrutura deficiente prejudica a agricultura brasileira

Na opinião do governador pernambucano, Eduardo Campos, nas últimas três décadas o Brasil deu passos importantes, mas deixou de fazer investimentos importantes em infraestrutura

Encontro Estadual deEmpreendedores Rurais 2013

“Não dá para dissociar a produção agrícola da política brasileira. São decisões políticas que norteiam os produtores na escolha do que vão plantar e de como vão vender.” As palavras do presidente da Federação da Agricultura do Paraná (FAEP), Ágide Meneguette, no discurso de abertura do Encontro Estadual de Empreendedores Rurais, realizado nesta sexta-feira (29), resumem a importância de um suporte político adequado para o desenvolvimento da agricultura brasileira.
Nesta edição do evento, que reuniu mais de 5 mil produtores rurais de todas as regiões do Estado no Expotrade Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, quem proferiu a palestra magna foi o governador de Pernambuco e pré-candidato à presidência da república, Eduardo Campos, que destacou os desafios enfrentados pelo homem e pela mulher do campo na busca pelo empreendedorismo.

A infraestrutura logística deficiente, que abrange estradas ferrovias, portos, aeroportos e armazéns, foi apontada por vários dirigentes como o principal entrave do desenvolvimento econômico.

Para o governador Beto Richa “A falta de investimentos em infraestrutura é um gargalo crítico do nosso país”. Segundo ele, os produtores rurais têm feito a sua parte, se modernizando e obtendo níveis de produtividade cada vez maiores, mas acabam sendo penalizados quando precisam escoar a produção. “Da porteira para dentro eles têm cumprido sua missão, movimentando principalmente a economia das nossas pequenas cidades”, afirmou.

Na opinião do governador pernambucano, Eduardo Campos, nas últimas três décadas o Brasil deu passos importantes, “Mas deixou de fazer a lição de casa que deixaria o país mais forte”, disse referindo-se aos investimentos em infraestrutura. Segundo Campos, hoje 30% da produção agropecuária se perde por falta de logística. “Quem acorda cedo, trabalha duro e cumpre a legislação, às vezes é derrotado pelo poder público que não se capacita e não inova”, lamentou. Para o pernambucano, é preciso realizar um pacto para o desenvolvimento “Mas não tem como fazer isso sem antes ouvir o campo brasileiro”, destacou.

Também o senador Álvaro Dias apontou o descaso do governo federal com a produção agropecuária. “No Brasil, há um governo que promete muito, realiza pouco e desrespeita o produtor brasileiro. No campo, nosso agricultor é imbatível, mas na hora da exportação, da venda, ele é esmagado”, ponderou.

Empreendedorismo

Eduardo Campos também destacou a importância do trabalho da FAEP com o programa Empreendedor Rural. “É um exemplo de uma federação ativa que incentiva o acesso ao conhecimento e no final do ano destaca aqueles que cumpriram essa busca”.  Segundo ele, um dos grandes desafios do Brasil daqui para a frente é “Planejar o país valorizando o diálogo entre o campo e a cidade”.

Também o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Paraná (Fetaep), Ademir Mueller, destacou em seu discurso a importância dos programas de aprendizagem e capacitação desenvolvidos pelo SENAR-PR e pela FAEP, como é o caso do Empreendedor Rural, que tem como parceiro a Fetaep. “A formação é um elemento estratégico, esse programa, ao longo dos seus dez anos de existência, tem se prestado ao desenvolvimento do empreendedorismo”, afirmou.

Opinião semelhante tem o presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, que na ocasião representou o Sebrae. Ele destacou a liderança da FAEP junto aos produtores rurais do Estado, fomentando o empreendedorismo e dando o suporte necessário para o desenvolvimento do agronegócio. “A pequena propriedade e a grande, são como uma empresa que trabalha com resultados”, disse. Segundo ele, “O que segurou o Brasil foi o campo. Foi o trabalho dos senhores que segurou a balança comercial”, disse dirigindo-se à plateia de produtores rurais.

Título da Postagem: Para dirigentes infraestrutura deficiente prejudica a agricultura brasileira

imprensa@faep.com.br