Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 11/03/2021 - 10h09
Postado em Destaques, Notícias, Pecuária de Corte

11/03/2021 10h09 - Postado em Destaques, Notícias, Pecuária de Corte

OIE concede parecer favorável ao Paraná

Em maio, na Assembleia OIE, Estado vai ser reconhecido como área livre de febre aftosa sem vacinação e zona livre de peste suína clássica

O Paraná está ainda mais próximo de conquistar o reconhecimento de área livre de aftosa sem vacinação. Em março, a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), após avaliação técnica, deu parecer favorável para o reconhecimento do Estado como área livre de febre aftosa sem vacinação e também zona livre de peste suína clássica independente. Ainda, no pleito de zona livre de aftosa, os Estados do Rio Grande do Sul e do Bloco I (Acre, Rondônia e parte do Amazonas e do Mato Grosso) também receberam parecer favorável.

Diante da avaliação técnica positiva, o Paraná está habilitado para receber o reconhecimento de área livre de febre aftosa durante a 88ª Sessão Geral da Assembleia Mundial dos Delegados da OIE, que ocorrerá no período de 22 a 28 de maio deste ano, no formato virtual.

“Ao longo das últimas décadas, nós conseguimos, com um trabalho conjunto, vencer todas as etapas. Agora, é aguardar o mês de maio para receber o reconhecimento internacional e abrir novos mercados para os produtos paranaenses, afinal, vamos alcançar o mais alto patamar de segurança alimentar ”, afirma Ágide Meneguette, presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR.

De forma prática, os Estados e regiões atenderam os requisitos básicos sanitários, como aprimoramento dos serviços veterinários oficiais e implantação de programa estruturado para manter a condição de livre da doença, entre outros, alinhados com as diretrizes do Código Terrestre da OIE. O processo de transição de zonas livres de febre aftosa com vacinação para livre sem vacinação está previsto no Plano Estratégico do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa (Pnefa), conforme estabelecido pelo Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa).

Trabalho do Sistema FAEP/SENAR-PR

A conquista do reconhecimento internacional pela Paraná passar diretamente por um trabalho intenso do Sistema FAEP/SENARP-R nas últimas décadas. Desde a década de 1970, a entidade participa ativamente da estruturação do sistema sanitário do Paraná, de forma aliada com o poder público e o setor produtivo.

Só de 1997 a 2019, o Sistema FAEP/SENAR-PR investiu US$ 10,2 milhões no fortalecimento dessa rede, fomentando a participação em reuniões e congressos de órgãos internacionais e estimulando a criação de políticas públicas que colocassem os produtos paranaenses em outro patamar de qualidade.

“O trabalho conjunto de todos os elos da cadeia produtiva do Paraná e poder público foi fundamental para chegarmos até esse momento. E, em maio, aguardamos a coroação de todas ações destas últimas décadas”, ressalta Meneguette.

Título da Postagem: OIE concede parecer favorável ao Paraná

imprensa@faep.com.br