Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 29/11/2013 - 17h12
Postado em Programa Empreendedor Rural

29/11/2013 17h12 - Postado em Programa Empreendedor Rural

No Paraná, Campos afaga produtores rurais e critica ‘pacto político de Brasília’

Em viagem ao Paraná para falar com 5.000 produtores rurais nesta sexta-feira (29), o governador de Pernambuco e provável candidato à Presidência em 2014, Eduardo Campos (PSB), afagou os representantes do agronegócio.

Em viagem ao Paraná para falar com 5.000 produtores rurais nesta sexta-feira (29), o governador de Pernambuco e provável candidato à Presidência em 2014, Eduardo Campos (PSB), afagou os representantes do agronegócio e criticou o “pacto político” atual.

O pessebista tem promovido uma aproximação com o setor desde que se aliou à ex-senadora Marina Silva (PSB), que enfrenta resistência desse grupo.

No evento de hoje, promovido pela Faep (Federação de Agricultura do Paraná) e que reuniu lideranças de todo o Estado, Campos disse que estava presente para “aprender como fazer uma agricultura competente, comprometida com a sustentabilidade”.

11120727226_6f66089abf_c

“Para construirmos um Brasil mais forte, temos que conversar com o campo.” Questionado mais tarde se, com a participação no evento, tentava quebrar as resistências do setor produtivo à sua chapa, o governador disse que queria manter “um diálogo democrático e sereno” com os agricultores.

“Sobretudo, que as pessoas conheçam o que a gente pensa. Nós temos clareza de importância social e econômica da produção do campo para o Brasil”, declarou. “Queremos nos aproximar, para sermos entendidos e para entender.”

PACTO POLÍTICO

Campos criticou ainda o atual “pacto político de Brasília”, numa alfinetada ao governo da presidente Dilma Rousseff e ao duelo entre PT e PSDB –o governador pretende se posicionar como uma terceira via nas eleições do ano que vem.

“Não dá para ficar nessa disputa ‘nós e eles’. Esse debate é muito pobre”, afirmou.”Precisamos unir os brasileiros num novo projeto de nação, num novo pacto político, porque esse que está em Brasília não vai gerar nada de novo para o futuro do Brasil.”

Aparentemente, Campos agradou a plateia. Foi aplaudido por 14 vezes durante 35 minutos de discurso. Depois do evento, foi cercado por produtores que pediam fotos com ele e o chamavam de “futuro presidente”.

Campos foi recebido no Paraná pelo governador Beto Richa (PSDB), que é aliado do PSB no Estado. O tucano, que discursou depois do pernambucano, rasgou elogios a Campos, chamando-o de “brilhante” e “amigo e companheiro”.

Segundo aliados, por causa da tradicional parceria entre os partidos, Richa deve subir em dois palanques no ano que vem –no do pessebista e no de Aécio Neves (PSDB).

Folha de São Paulo 29/11/2013

Título da Postagem: No Paraná, Campos afaga produtores rurais e critica ‘pacto político de Brasília’

imprensa@faep.com.br