Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 02/07/2015 - 11h12
Postado em Logística

02/07/2015 11h12 - Postado em Logística

Ministério vai estudar prorrogação da delegação de rodovias no PR

O presidente da FAEP, Ágide Meneguette, liderou o grupo que se reuniu com o ministro

O ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, instituiu um grupo de trabalho para estudar a prorrogação da delegação das rodovias federais que formam o Anel de Integração no Paraná. A decisão foi anunciada durante audiência realizada em Brasília quarta-feira (1º de julho) com uma comitiva de representantes paranaenses formada por empresários, parlamentares e membros do governo estadual.

Da parte do governo, participaram do encontro a vice-governadora Cida Borghetti e o chefe da Casa Civil, Eduardo Sciarra. Também acompanharam a reunião os deputados Ricardo Barros, Nelson Meurer, Luiz Nishimori, Osmar Serraglio, Zeca Dirceu, Alex Canziani, Dilceu Sperafico, Edmar Arruda e Sandro Alex. No encontro participaram ainda os representantes da FAEP, ACP, Faciap, Fetranspar, Fecomercio.

Rodrigues pediu uma avaliação técnica que sustente o benefício da ampliação da delegação, para que possa defender o caso dento do governo federal. “Não tenho nada contra, mas preciso de um estudo”, disse.

PARTICIPAÇÃO

O ministro destacou o secretário nacional de Transportes, Luciano Castro, para acompanhar e liderar o processo. A equipe será formada por representantes da bancada federal, dos empresários e do Governo do Estado.

O ministro afirmou que embasado em dados técnicos, convenceu a presidente Dilma Rousseff a considerar a ampliação de concessões federais, conforme anunciado recentemente. “Se for viável, vamos tocar”, disse ele, reforçando que a questão das rodovias não deve ser vista como queda de braço entre adversários políticos. “Temos que pensar no Paraná. Não em oposição ou situação”, afirmou.

RENOVAÇÃO

O presidente da FAEP, Ágide Meneguette, liderou o grupo que se reuniu com o ministro. Ele sustentou a necessidade da renovação da delegação para que inicie uma nova discussão com as concessionárias de pedágio no estado sobre a renegociação dos contratos atuais, permitindo a redução de tarifas e realização de novas obras. “Já falei com todas as empresas e há interesse em rever os atuais contratos”, disse.

Meneguette disse que “é preciso recuperar a essência das concessões e duplicar todo o Anel de Integração”.

REDUÇÃO DA TARIFA

A vice-governadora Cida Borghetti afirmou que o Governo do Estado trabalha com três premissas básicas na questão das concessões de rodovias: a redução da tarifa, a realização de novas obras e fim das demandas judiciais.

“O governo defende a redução da tarifa, a retomada das obras importantes para o estado e as negociações das ações judiciais. Finalizar com todas essas ações judiciais que já vem de muito tempo, mas o governo defende a redução imediata”, disse Cida.

O chefe da Casa Civil, Eduardo Sciarra, ressaltou que os atuais contratos são antigos e baseados num cenário econômico totalmente diferente da atualidade.

“Hoje o ônus do pedágio é muito significativo para a sociedade paranaense. Temos que rever a situação, diminuindo as tarifa e cobranda mais obras das empresas”, afirmou.

O presidente da Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Paraná, Sérgio Malucelli, reforçou a necessidade da prorrogação da delegação para a abertura de novas possibilidades para as concessões paranaenses. “Não podemos esperar mais sete anos para realinhar as tarifas”.

 

Fonte: Bem Paraná

Título da Postagem: Ministério vai estudar prorrogação da delegação de rodovias no PR

imprensa@faep.com.br