Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 11/04/2014 - 10h38
Postado em Agrinho

11/04/2014 10h38 - Postado em Agrinho

Mato Grosso do Sul adota Agrinho

“É hoje que preparamos o cidadão do futuro”, lembrou o presidente do Sistema
FAEP, Ágide Meneguette, em Campo Grande

Há 19 anos o programa Agrinho, criado pelo SENAR -PR, vem transformando a educação no Paraná. Com um conteúdo que envolve temas transversais, como ética, saúde, sexualidade, cidadania, meio ambiente, cultura e desenvolvimento social, o programa paranaense se tornou referência na área educacional e passou a ser adotado em outros estados. É o caso do SENAR-MS, que lançou no último dia 2 de abril, na sede da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Sistema Famasul), em Campo Grande, o projeto piloto Agrinho. O programa vai atenderinicialmente 32 mil alunos do Ensino Fundamental de oito municípios do Mato Grosso do Sul em 2014.

“O Agrinho chama a atenção para a importância do campo no cotidiano das pessoas. É hoje que preparamos o cidadão do futuro. É uma satisfação ver o SENAR-MS aderir a este projeto, que contribuirá para a formação dos cidadãos. O Agrinho do MS certamente será um grande sucesso”, disse o presidente do Sistema FAEP, Ágide Meneguette, ao participar do lançamento.

A coordenadora pedagógica do SENAR-PR, Patrícia Torres, também presente no evento, lembrou da grande responsabilidade do programa, resultado da parceria entre instituições públicas e privadas. “Em 1996, atendíamos apenas cinco municípios do Paraná, com total de 7,4 mil estudantes. Em 2013 passamos a atingir 329 cidades, com mais de 1 milhão de crianças e adolescentes”, ressaltou Patrícia.

Segundo o superintendente do SENAR-MS, Rogério Beretta, a meta é atingir todos os alunos da rede pública e particular do Mato Grosso do Sul. Durante o lançamento, o governador do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, avaliou que o programa Agrinho vai propagar o conhecimento na área rural, aumentando a produtividade e renda no setor.

Capacitação
Orientar os disseminadores de conhecimento sobre a relevância do agronegócio e, acima de tudo, desmitificar o setor, muitas vezes visto com equívoco por parte da sociedade. Esse foi principal objetivo da Formação de Multiplicadores do programa Agrinho, realizada nos últimos dias 3 e 5 de abril, em Campo Grande (MS). A capacitação envolveu um grupo de 15 profissionais e foi ministrada pela coordenadora pedagógica do SENAR-PR, Patrícia Torres e pelo engenheiro-agrônomo e pesquisador da Universidade do Estado de São Paulo (USP), Fernando Curi Peres. “O objetivo foi orientar os integrantes do projeto desde a raiz, para que as informações sejam absorvidas da melhor maneira possível pelo público final, ou seja, aos estudantes”, relata a técnica do SENAR -MS,Sandra Serrano.

Título da Postagem: Mato Grosso do Sul adota Agrinho

imprensa@faep.com.br