Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 23/06/2015 - 16h37
Postado em Soja

23/06/2015 16h37 - Postado em Soja

A lavoura de soja mais produtiva do Brasil está no Paraná

Pela terceira vez consecutiva o hectare de soja mais produtivo do Brasil está no Paraná

Pela terceira vez consecutiva o hectare de soja mais produtivo do Brasil está no Paraná. Com um rendimento de 141,79 sacas por hectare — quase o triplo da média nacional — o produtor Alisson Alceu Hilgenberg, de Ponta Grossa (Campos Gerais) obteve rendimento recorde e se sagrou campeão do Desafio de Máxima Produtividade de Soja. O anúncio oficial foi feito nesta terça-feira (26) em Florianópolis (SC) pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), que organiza o prêmio.

O presidente do Cesb, Luiz Nery Ribas, lembrou que o agricultor paranaense superou com folga o vencedor da última edição, que colheu 117 sacas por hectare. Hilgenberg também saiu vencedor da categoria Regional/Sul (soja não irrigada) e será premiado com certificado de reconhecimento e uma viagem técnica aos Estados Unidos. O evento de premiação ocorre no dia 31 de agosto, durante a 3ª Bienal de Negócios de Agricultura do Brasil Central, em Campo Grande (MS).

Em 2014 o Paraná já havia vencido o desafio nacional com o produtor Alexandre Seitz, de Guarapuava. Ele ficou com o título municipal neste ano, colhendo 126,79 sacas por hectare. Antes dele, em 2013, o título nacional também veio para o estado com o produtor Hans Jan Groenwold, de Castro (Campos Gerais) que produziu 110,5 sacas por hectare na ocasião.

Confira nos links ao lado as reportagens feitas com os vencedores das edições anteriores. Na lista abaixo estão os demais vencedores do desafio neste ano:

Soja não irrigada:

Campeão do Norte-Nordeste: do município de Correntina, na Bahia, o produtor Rui Luiz Gaio e o consultor Ivair Gomes alcançaram a média de 112,44 sacas por hectare;

Campeão do Centro-Oeste: da cidade de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, o produtor Arthur Exley Edwards e o consultor Antonio Cavicchioli Pereira Neto obtiveram a produção de 127,17 sacas por hectare;

Campeão do Sudeste: em Capão Bonito, São Paulo, a produtora Elizana Baldisserae o consultor João Paulo de Sá Dantas obtiveram 122,99 sacas por hectare;

Soja Irrigada:

• O campeão nacional da categoria é do Sudeste, da cidade de Brasilândia de Minas, em Minas Gerais. Leonardo Latalisa França, produtor, e Lucas Gontijo de Araújo, consultor, chegaram a 113,32 sacas por hectare.

Campeões estaduais na categoria Soja Não Irrigada:

Goiás: do município de Doverlândia, o produtor Claudio José Ragagnin Junior e o consultor Jalel Augusto Bertotti conseguiram produzir 91,71 sacas por hectare;

Minas Gerais: em Formoso, o produtor James Juliano Marchese e o consultor Cristiano Lopes Furtado alcançaram 73,56 sacas por hectare;

Mato Grosso do Sul: em Lucas do Rio Verde, o produtor José Eduardo Macedo Soares Junior e o produtor Advando Alves conquistaram 96,45 sacas por hectare;

Rio Grande do Sul: na cidade de Coxilha, o produtor Gustavo Gomes e a consultoria Prime Agrotecnologia chegaram a 107,11 sacas por hectare.

Campeões Municipais:

Paraná: da cidade de Guarapuava, o produtor Alexandre Seitz e o consultor José Carlos Sandrini Junior conquistaram 126,79 sacas por hectare;

Rio Grande do Sul: em Colorado, o produtor Ediomar Luiz Daudt Chagas e o consultor Romeo Sandri chegaram a 101,51 sacas por hectare;

Rio Grande do Sul: do município de Santo Antonio do Planalto, o produtor Valdomiro Altmann e o consultor Fernando Cirolini chegaram a 98,61 sacas por hectare;

Rio Grande do Sul: em Não Me Toque, o produtor e consultor Ademir Celso Rambo alcançou 97,20 sacas por hectare;

Rio Grande do Sul: da cidade de Ernestina, o produtor André Luiz Heckler e a consultora Meiri Penz chegaram a 94,60 sacas por hectare;

Rio Grande do Sul: da cidade de Tapera, o produtor Eduardo Bervian e o consultor Givago Souza Borghetti obtiveram 93,57 sacas por hectare;

Rio Grande do Sul: de Mato Castelhano, o produtor Juliano Manfroi e o consultor Angelo Rigon Machado chegaram a 92,99 sacas por hectare;

Rio Grande do Sul: em Carazinho, o produtor Renato Augusto Ahlert e o consultor Igor Jonas Pereira da Silva produziram a 92,37 sacas por hectare;

Rio Grande do Sul: da cidade de Victor Graeff, o produtor Jairo Marcos Kohlrausch e o consultor Fernando Cirolini conquistaram 89,27 sacas por hectare;

Rio Grande do Sul: em Almirante Tamandaré do Sul, o produtor Rômulo Delamar Lampert e o consultor Juliano Algeri chegaram a 88,92 sacas por hectare;

Rio Grande do Sul: da cidade de Saldanha Marinho, o produtor Francisco Schreiner e o consultor Ediomar Daudt Chagas atingiram 84,33 sacas por hectare;

Rio Grande do Sul: no município Três de Maio, o produtor Igor Beling e o consultor Lucas Nascimento do Amaral alcançaram 84,01 sacas por hectare;

Rio Grande do Sul: da cidade de Tio Hugo, o produtor Wellington Cristiano Machado e o consultor Leoder da Silva Machado chegaram a 82,96 sacas por hectare.

 

Fonte: Gazeta do Povo – 23/06/2015

Título da Postagem: A lavoura de soja mais produtiva do Brasil está no Paraná

imprensa@faep.com.br