Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 03/07/2013 - 12h00
Postado em Notícias

03/07/2013 12h00 - Postado em Notícias

Lavoura afogada

As enxurradas que atingem todo o Paraná no último mês causaram estragos nas cidades e no campo. Em algumas regiões do estado, como é o caso do Centro-Oeste, lavouras de milho ficaram debaixo d´água nos últimos dias. O trigo também foi prejudicado. O plantio desse cereal, que nesta época do ano passado alcançava 93% da […]

As enxurradas que atingem todo o Paraná no último mês causaram estragos nas cidades e no campo. Em algumas regiões do estado, como é o caso do Centro-Oeste, lavouras de milho ficaram debaixo d´água nos últimos dias. O trigo também foi prejudicado.

O plantio desse cereal, que nesta época do ano passado alcançava 93% da área prevista, está em 85%, conforme levantamento divulgado ontem pelo Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Agricultura do Estado (Seab).

O atraso nos trabalhos de semeadura está diretamente ligado aos índices pluviométricos registrados no último mês. Em Ponta Grossa, por exemplo, município que representa mais de 20% da produção de trigo do Paraná, choveu 177% a mais do que a média esperada para o  junho, conforme dados da Somar Meteorologia.

Foram mais de 270 milímetros de água ao longo do mês passado, enquanto a média é de 97 milímetros. A chuvarada também atrasa a retirada do milho das plantações. Segundo o Deral, até a última segunda-feira (1º), a colheita do grão havia sido concluída em 4% do terreno cultivado, contra 6% registrados no mesmo período de 2012.

Desafio

137 mil hectares é o tamanho do terreno que ainda precisa receber as sementes de trigo de inverno no Paraná. Plantio do cereal está atrasado por conta do excesso de chuvas no estado.

Gazeta do Povo

imprensa@faep.com.br