Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 04/05/2015 - 16h31
Postado em Milho

04/05/2015 16h31 - Postado em Milho

Governo não garante o milho no programa de seguro

A FAEP solicitou a bancada paranaense apoio junto ao governo federal na aprovação de recursos para o seguro de milho segunda safra na ordem de R$ 60 milhões para atender apólices já contratadas pelos produtores, os quais na falta de ação do governo federal terão que arcar injustamente com esse valor junto às companhias seguradoras. […]

A FAEP solicitou a bancada paranaense apoio junto ao governo federal na aprovação de recursos para o seguro de milho segunda safra na ordem de R$ 60 milhões para atender apólices já contratadas pelos produtores, os quais na falta de ação do governo federal terão que arcar injustamente com esse valor junto às companhias seguradoras.
Segundo o oficio encaminhado a Bancada de parlamentares paranaenses (*) “No Paraná, os produtores rurais têm reclamado do enorme atraso na divulgação das medidas em relação ao calendário agrícola, pois o milho de segunda safra já foi totalmente plantado e em torno de 10% da área do trigo foi semeada no estado”.

A definição das novas regras do primeiro semestre de 2015 do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) estava sendo aguardada após a reunião do Comitê Gestor Interministerial do Seguro Rural (CGSR), que aconteceu em 24/04, mas até o momento não teve divulgada as resoluções no Diário Oficial da União.

O documento assinado pelo presidente do Sistema FAEP, Ágide Meneguette afirma que “informações preliminares da reunião do Comitê são de que o governo federal não colocou em aprovação os recursos para o milho de segunda safra, tendo aprovado apenas R$ 90 milhões para a cultura de trigo, valor 32% menor do que o liberado em 2014, de R$ 133 milhões”.

Conforme informações junto aos corretores de seguros, em 2015 são necessários R$ 60 milhões em subvenção para apoio ao seguro do milho segunda safra com o objetivo de atender mais de 5.000 produtores que já contrataram as apólices no começo do ano, ressaltando que atualmente o milho é o seguro agrícola com maior custo no Brasil, pois a cultura é de alto risco.

* c/c – Presidente da FPA e Célio Porto, IPA

Título da Postagem: Governo não garante o milho no programa de seguro

imprensa@faep.com.br