Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 02/07/2013 - 12h00
Postado em Notícias

02/07/2013 12h00 - Postado em Notícias

Governo ajusta preços mínimos do feijão

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA divulgou na segunda-feira, 01 de julho, tabela com os novos preços mínimos para safra de verão reajustando o preço mínimo do feijão preto e carioca. Na região Sul o novo preço mínimo do feijão carioca, para safra 2013/14, será de R$ 95,00 por saca entre novembro […]

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA divulgou na segunda-feira, 01 de julho, tabela com os novos preços mínimos para safra de verão reajustando o preço mínimo do feijão preto e carioca.

Na região Sul o novo preço mínimo do feijão carioca, para safra 2013/14, será de R$ 95,00 por saca entre novembro de 2013 a outubro de 2014, o que representa um acréscimo de 32% em relação ao preço mínimo anterior, de R$ 72,00 por saca. O preço mínimo referente à safra 2012/13 também foi modificado para R$ 74,16 por saca, com acréscimo de 3% em relação aos R$ 72,00/sc.

Para o feijão preto o novo preço mínimo, para safra 2013/14, será de R$ 105,00 por saca. O preço para safra 2012/13 também foi reajustado para R$ 74,16.
A medida é positiva e atende ao pedido da FAEP que desde a safra 2011/12 vem solicitando o aumento do preço mínimo para a cultura. Na safra 2011/12 o preço mínimo do feijão foi reduzido em 10%, passando para R$ 72,00 por saca, o que desestimulou muitos produtores com custos de produção acima dos R$ 72,00 por saca. A área de plantio naquela safra reduziu 8% no Paraná. O atual custo de produção estimado pela Companhia Nacional de Abastecimento – Conab é de R$ 89,59 por saca.

Apesar da demora no reajuste do preço mínimo do feijão, a medida é fundamental, considerando a situação atual. O aumento da produção deve ser estimulado para atender a demanda nacional que hoje está 16% acima da produção nacional.

Os preços de R$ 95,00 e R$ 105,00 por saca são válidos para o produto que ainda será plantado a partir de agosto, na 1ª safra. Para a segunda safra que ainda está em colheita e 3ª safra o preço mínimo vigente ainda é de R$ 74,16 por saca.

No Paraná, na cotação diária da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento – SEAB o preço recebido pelo feijão preto é de R$ 145,45/sc e para o feijão de cor é de R$ 152,37/sc. Em média 20% do produto da segunda safra ainda aguarda melhores condições climáticas para continuar a colheita.  O excesso de chuva ocorrido nas últimas semanas deve prejudicar a qualidade do produto que ainda deve ser colhido.

Image Hosted by ImageShack.us
Fonte: DTE/FAEP

imprensa@faep.com.br