Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 20/09/2016 - 09h38
Postado em Agronegócios, Destaques

20/09/2016 09h38 - Postado em Agronegócios, Destaques

A força do agro nas urnas

Agricultor é a profissão mais comum entre os candidatos a prefeito e vereador nas próximas eleições, tanto no Paraná como no Brasil. Para o setor, produtor em cargo público ajuda a viabilizar as demandas do agronegócio

No dia 2 de outubro, quando as milhares de urnas forem abertas em todo o país, o agronegócio deve atingir um patamar de representatividade importante nas câmaras de vereadores e nas prefeituras dos municípios do Paraná e do Brasil. Isso porque, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a profissão mais comum entre os mais de 495 mil candidatos é agricultor.

No cenário nacional, 35.734 candidatos (7,2%) que concorrem a uma das vagas nos mais de 5.568 municípios brasileiros declararam ser agricultor. Na sequência, aparecem as profissões de comerciante com 31.987 candidaturas (6,4%), servidor público com 31.979 (6,4%) e empresário, 25.740 (5,2%). Ainda de acordo com o órgão eleitoral, a somatória dos demais profissionais atinge 90.433 candidatos (18,2%).

No Paraná, em função do seu perfil agropecuário e pela importância do setor na economia regional, percentualmente, o número de candidatos com ocupação no campo é ainda maior. O agricultor representa 2.810 (9%) postulantes a um dos cargos públicos, entre os 31 mil candidatos. Empresário com 2.364 candidaturas (7,6%), servidor público com 2.209 (7,1%) e comerciante, 1.897 (6,1%) aparecem nas posições seguintes na lista de profissões registradas na Justiça Eleitoral. A soma das outras ocupações é de 4.953 candidatos (15,9%). “A participação dos agricultores no processo eleitoral, de forma direta ou indireta, é muito importante para o agronegócio. Quanto mais representantes tivermos, maior a força do campo e a possibilidade de viabilizarmos as demandas para o setor continuar crescendo”, destaca o presidente do Sistema FAEP, Ágide Menguette. “Mas tudo começa pelo voto. A base da construção de uma boa sociedade é a escolha dos futuros políticos, que irão representar a população. Para isso, precisamos votar bem”, complementa.

Clique aqui e leia a matéria na íntegra no Boletim Informativo da FAEP

Tags:, , ,

Título da Postagem: A força do agro nas urnas

imprensa@faep.com.br