Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 21/07/2015 - 17h10
Postado em Outras culturas

21/07/2015 17h10 - Postado em Outras culturas

Faep pede urgência na liberação dos recursos para a aquisição de farinha e fécula de mandioca

A FAEP encaminhou oficio (*) solicitando urgência na liberação dos recursos divulgados pelo governo federal, no dia 08 de julho, para a aquisição de farinha e fécula de mandioca.

A Resolução Nº 6 do Conselho Interministerial de Estoques Públicos de Alimentos aprovou a aquisição de farinha e fécula de mandioca de 40 mil toneladas com o programa de Aquisição do Governo Federal (AGF), com a possibilidade de mais 40 mil toneladas futuramente. Poderão ser adquiridas 105 toneladas de farinha e 90 de fécula por produtor.

A solicitação da FAEP é que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) do Paraná possa iniciar rapidamente as operações de AGF de mandioca, reduzindo os prejuízos dos produtores. Segundo a Conab no Paraná, até agora não houve liberação dos recursos financeiros.

O baixo preço da mandioca perdura desde o começo do ano, quando a FAEP já vinha alertando o governo desde fevereiro de 2015 da necessidade da utilização de instrumentos da Política de Preços Mínimos (PGPM) para dar sustentação aos preços recebidos pelos produtores.

Em julho de 2015, a tonelada fechou com média de R$ 145,88 por tonelada, redução de 43% em relação aos R$ 255,46 de julho de 2014, conforme dados da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Seab). Além disso, os preços recebidos no Paraná estão 20% menores que o preço mínimo da mandioca, de R$ 181,90, ou seja, prejuízos de pelo menos R$ 36,00 por tonelada para o produtor.

* O documento assinado pelo presidente da FAEP, Ágide Meneguette foi encaminhado ao MAPA, -SPA/MAPA e Presidente CONAB,  com cópia para a  Superintendência da  CONAB/PR.

Título da Postagem: Faep pede urgência na liberação dos recursos para a aquisição de farinha e fécula de mandioca

imprensa@faep.com.br