Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 20/12/2016 - 16h00
Postado em Destaques, Grãos, Trigo

20/12/2016 16h00 - Postado em Destaques, Grãos, Trigo

FAEP pede apoio à comercialização de trigo

Preço do cereal paranaense está abaixo do valor fixado pela Política de Garantia de Preços Mínimos

O presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette, encaminhou nesta terça-feira (dia 20) ofício ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi e ao secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Neri Geller, solicitando medidas de apoio à comercialização do trigo.

Dentre elas, a ampliação da oferta de volume nos leilões com estabelecimento de prêmio de R$ 0,232 por quilo para os próximos leilões de Prêmio para Escoamento do Produto (PEP) e Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (PEPRO) de trigo. Além disso, o presidente solicitou a alocação do montante de R$ 50 milhões para Aquisições do Governo Federal (AGF) de trigo no Paraná. “Essas medidas são fundamentais para movimentar o mercado do trigo e para liberar os armazéns para a safra de verão”, observou Meneguette.

De acordo com ele, neste ano safra, o trigo paranaense está com problemas de liquidez de mercado. Segundo o último levantamento da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab), até o final de novembro 41% do trigo do Paraná estava comercializado, enquanto que a média dos três anos anteriores foi de 51%. A safra paranaense deve alcançar 3,38 milhões de toneladas, ante aos 3,28 milhões de toneladas do ciclo produtivo de 2014/15.

Em novembro deste ano, o Mapa divulgou a aplicação de até R$ 150 milhões para atender as operações de leilões de PEPRO e PEP para apoiar a comercialização de trigo da safra 2016/2017. Porém os leilões realizados até o momento surtiram efeitos limitados no mercado.

No Paraná, por exemplo, os três leilões realizados resultaram na comercialização de apenas 89 das 300 mil toneladas ofertadas, ou seja, 29% do total previsto nos editais. Dessa forma, em nenhum dos leilões se observou concorrência pelo prêmio anunciado, que no último edital chegou a R$ 0,192/Kg de produto. “Os preços de mercado do trigo paranaense não reagiram com os leilões e encontram-se em patamares inferiores ao do ciclo produtivo anterior”, destacou o presidente, acrescentando que, em dezembro de 2015,  o cereal era comercializado a R$ 43 por saca de 60 kg do produto. Em dezembro deste ano os valores do trigo encontram-se no patamar de R$ 34 por saca, abaixo dos R$ 38,65 fixados pela Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM).

 

Título da Postagem: FAEP pede apoio à comercialização de trigo

imprensa@faep.com.br