Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 02/04/2013 - 12h00
Postado em Notícias

02/04/2013 12h00 - Postado em Notícias

Exportação de soja cai 12% em março, mas embarque de milho tem alta de 549%

Apesar do aumento da produção nesta safra 2012/13, as exportações brasileiras de soja e derivados continuaram limitadas em março, em parte pela "disputa" travada nos portos com o milho sobretudo no primeiro bimestre do ano. Segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex/Mdic), a receita obtida com o "complexo soja" (inclui grão, farelo e óleo) somou […]

Apesar do aumento da produção nesta safra 2012/13, as exportações brasileiras de soja e derivados continuaram limitadas em março, em parte pela "disputa" travada nos portos com o milho sobretudo no primeiro bimestre do ano. Segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex/Mdic), a receita obtida com o "complexo soja" (inclui grão, farelo e óleo) somou US$ 2,36 bilhões no mês, um recuo de 11,9% em relação ao mesmo período do ano passado (US$ 2,68 bilhões).

No mês, a receita originada pelos embarques de soja em grão foi de US$ 1,91 bilhão em março, uma queda de 7,4% em relação ao valor apurado em igual período de 2012 (US$ 2,06 bilhões). O volume embarcado diminuiu 16,5%, de 4,24 milhões para 3,53 milhões de toneladas. A retração do volume foi, em parte, compensada pela alta de 11% no preço médio de venda – de US$ 486,8 para US$ 540,3 por tonelada.

Já a receita com as exportações de farelo de soja totalizou US$ 309,7 milhões, queda de 22,4% em relação a março de 2012 (US$ 399,3 milhões), enquanto o volume embarcado caiu 39,8%, de pouco mais 1 milhão para 616,9 mil toneladas. O preço médio do derivado subiu 32,3% na comparação – de US$ 379,5 para US$ 502 por tonelada.

Ao mesmo tempo, as exportações de óleo de soja caíram 36,8% em receita (de US$ 217,7 milhões para US$ 137,6 milhões) e 35% em volume (de 189,5 mil para 123 mil toneladas). Neste caso, a redução do volume foi acentuada pelo recuo de 2,6% no preço médio de venda – de US$ 1.148,8 para US$ 1.119,2 por tonelada.

No caso do milho, as exportações brasileiras somaram US$ 473,9 milhões em março, um incremento de 549% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo os dados da Secex. No mês, foram embarcadas 1,6 milhão de toneladas do grão, aumento de 577% em relação ao volume registrado há um ano (278,3 mil toneladas). Já o preço médio das exportações aumentou 12,3%, de US$ 262,4 para US$ 294,6 por tonelada.

Apesar do crescimento expressivo na comparação anual, as exportações de milho já recuaram em relação ao mês anterior. Em fevereiro, o país embarcou 2,29 milhões de toneladas do grão, que gerou uma receita de US$ 648,5 milhões. As exportações de milho registraram um salto expressivo a partir da segunda metade de 2013, após a quebra da produção nos Estados Unidos.

Valor Econômico

imprensa@faep.com.br