Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 30/08/2021 - 08h24
Postado em Destaques, Notícias

30/08/2021 08h24 - Postado em Destaques, Notícias

Ex-aluna do JAA se inspira em instrutora para definir carreira

Letícia Fonseca, de Guapirama, está cursando Engenharia Agronômica e planeja, no futuro, fazer parte do quadro do SENAR-PR

A formação do indivíduo pode acontecer a partir de exemplos de pessoas que servem como inspiração. Para Letícia Ruy da Fonseca, egressa do Programa Jovem Agricultor Aprendiz (JAA), do Sistema FAEP/SENAR-PR, que vive em Guapirama, na região Norte do Paraná, isso fez a diferença na escolha de sua futura profissão.

Ao participar do JAA em 2015, a jovem, que nunca havia tido contato direto com o campo, descobriu sua vocação. Mas foi o convívio com a instrutora do SENAR-PR Lidiane Braga que realmente inspirou coragem em Letícia. “Eu me apaixonei pelo curso e decidi que queria ser engenheira agrônoma assim como a Lidiane. Por ser uma profissão em que ainda é predominante a presença masculina, ver uma mulher trabalhando com muita competência e demonstrando tanto conhecimento foi minha inspiração”, conta Letícia.

Decidida quanto ao curso, a jovem começou a pesquisar e se planejar para conseguir realizar seu sonho. Em 2016, aproveitou a oportunidade para participar novamente do JAA, desta vez no módulo específico em olericultura. A partir de então não restava mais dúvidas sobre a carreira que iria seguir.

“Quando falei com minha família sobre a vontade de fazer o curso, percebi um certo receio pelas peculiaridades que a profissão pode trazer, como ter que pegar a estrada por longas distâncias. Aí que a figura feminina da minha instrutora foi muito importante, pois foi meu exemplo para convencê-los de que uma mulher pode trabalhar na área. Se ela conseguia, eu também conseguiria”, afirma.

No entanto, havia outro empecilho para Letícia: era preciso uma faculdade próxima ao município onde mora, pois, na época, não tinha condições de se mudar para cursar em um local mais distante. Mas isso não foi motivo para que desistisse dos seus planos. Enquanto a oportunidade não aparecia, Letícia entrou no curso de Pedagogia e continuou em contato com a instrutora Lidiane, sempre trocando conhecimentos sobre a profissão de engenheiro agrônomo e o mercado de trabalho.

Após a conclusão da primeira faculdade em 2020, a jovem recebeu a notícia de que, em 2021, seria aberta a primeira turma de Engenharia Agronômica em Santo Antônio da Platina, cidade vizinha a Guapirama. Ao contar a novidade para a instrutora, Letícia recebeu outra surpresa: Lidiane seria tutora do curso.

“Foi uma coincidência muito bacana. Fiquei muito feliz em poder acompanhar a trajetória da Letícia, que sempre foi uma aluna extremamente dedicada. Eu confesso que, no começo, não imaginava que tivesse sido um exemplo com tamanha importância”, aponta a instrutora. “Eu sei das dificuldades que encontrei no curso e na profissão e, por isso, sempre tive preocupação em dar esse suporte para meus alunos”, acrescenta.

Atualmente com 22 anos, Letícia está cursando o primeiro semestre de Engenharia Agronômica e deu início a uma pequena horta em casa, para colocar em prática o conhecimento adquirido com o JAA e a graduação. E, mais que isso, já demonstra um outro desejo: ser instrutora do SENAR-PR. “Vendo de perto o exemplo da Lidiane, me senti encorajada a ir atrás do meu sonho e que hoje está se tornando realidade”, conclui.

imprensa@faep.com.br