Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 25/04/2013 - 12h00
Postado em Notícias

25/04/2013 12h00 - Postado em Notícias

Entidades pedem intervenção do Governo Federal para garantia de preço mínimo do grão

Preocupados com o mercado do cereal em Mato Grosso do Sul, diante da perspectiva de excedente na produção estadual, com a previsão de colheita recorde na safra 2012/13, a Federação da Agricultura e Pecuária do MS (Sistema Famasul), a Associação dos Produtores de Soja e Milho do estado (Aprosoja/MS) e a Organização das Cooperativas Brasileiras […]

Preocupados com o mercado do cereal em Mato Grosso do Sul, diante da perspectiva de excedente na produção estadual, com a previsão de colheita recorde na safra 2012/13, a Federação da Agricultura e Pecuária do MS (Sistema Famasul), a Associação dos Produtores de Soja e Milho do estado (Aprosoja/MS) e a Organização das Cooperativas Brasileiras no MS (OCB/MS) solicitaram a intervenção do Governo Federal, por meio dos instrumentos previstos no Programa de Garantia do Preço Mínimo (PGPM).

O PGPM foi lançado em 1966 pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e prevê a aquisição de  produtos agrícolas que devem ser armazenados de forma segura e eficiente, para coibir desvios e manter a qualidade e quantidade dos produtos a serem lançados futuramente no mercado.

O mercado do milho apresenta excedente de produção devido às boas perspectivas da safrinha de milho, baixo consumo relativo e o déficit da armazenagem no Estado. Esta grande disponibilidade do grão já pressiona os preços pagos aos agricultores. "A tendência é de maiores quedas nas cotações do grão quando estiver próximo da colheita da safrinha", ressalta o diretor executivo da Aprosoja/MS, Lucas Galvan.

Revista Produz

imprensa@faep.com.br