Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 25/01/2013 - 12h00
Postado em Notícias

25/01/2013 12h00 - Postado em Notícias

Empresa agrícola eleva participação na balança

Os números finais da balança comercial do ano passado indicam que o período foi bom para as empresas do agronegócio e ruim para as de mineração. Enquanto estas perderam participação, as primeiras avançaram. Tomando como base as 50 principais empresas exportadoras do Brasil, 19 são do agronegócio. As vendas externas delas atingiram 17% do total […]


Os números finais da balança comercial do ano passado indicam que o período foi bom para as empresas do agronegócio e ruim para as de mineração. Enquanto estas perderam participação, as primeiras avançaram.

Tomando como base as 50 principais empresas exportadoras do Brasil, 19 são do agronegócio.

As vendas externas delas atingiram 17% do total das exportações brasileiras do ano passado, acima dos 15,3% de 2011.

No mesmo período, a soma da participação das empresas de mineração colocadas entre as 50 principais recuou para 16,3%, ante 20% em 2011.

Os dados são do Ministério do Desenvolvimento e mostram que a grande perda no setor de mineração ocorreu com a Vale, que teve as receitas reduzidas para US$ 25,6 bilhões, 26% menos do que os US$ 34,7 bilhões de 2011.

No setor agrícola, a Bunge Alimentos liderou a lista das principais exportadoras, somando US$ 6,32 bilhões, 3% menos do que em 2011.

Os grandes destaques no ano passado no setor de agronegócio ficaram para a Nidera Sementes e a Louis Dreyfus Commodities.

A primeira vem ganhando posição ano a ano na lista das grandes exportadoras e já ocupa o 27º lugar. Só no ano passado, a Nidera cresceu 46%. A
Dreyfus, 30%.

No setor de carnes, a maioria das empresas teve estabilidade nas receitas do ano passado, em relação ao anterior. Mas BRF Foods e Sadia juntas exportaram US$ 5,2 bilhões, com aumento de 8%. A JBS conseguiu alta de 12%.

Entre as importadoras do setor de agronegócio se destacam as participações de Syngenta, Basf e Bayer, acompanhadas das indústrias de fertilizantes.

As empresas do setor de máquinas e equipamentos agrícolas também estão entre as principais da lista de importadoras.

A John Deere comprou o correspondente a US$ 963 milhões no ano passado, 23% mais do que em 2011. Já a CNH Latin America importou o correspondente a US$ 733 milhões em 2012, uma alta de 3% sobre 2011.

Máquinas O setor de máquinas e implementos agrícolas teve crescimento de 8,4% em 2012. Um bom número, mas as importações cresceram 21% e as exportações caíram 12%. É o que mostrará a Abimaq.

Queda Mato Grosso teve redução de 523 mil animais em 2012. Com isso, o rebanho caiu para 28,7 milhões de cabeças, 1,8% menos do que em 2011, segundo o Indea (Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso).

Previsto A queda era prevista. A crise de pastagem enfrentada no Estado tem obrigado os produtores a vender mais fêmeas, diz Luciano Vacari, da Acrimat (associação dos criadores).

Produto brasileiro perde espaço na Europa

A situação da balança comercial do Brasil anda tão ruim que o país já tem deficit até com a Europa. Os dados mais recente do Eurostat apontam superavit de 1 bilhão da Europa até setembro de 2012 com o Brasil.

É um cenário bem diferente do de 2011, quando os brasileiros tinham saldo de 3,7 bilhões no mesmo período.

Os europeus estão exportando mais para o Brasil e importando menos. As importações até setembro de 2012 somaram  28,5 bilhões, 1,4 bilhão menos do que em 2011. Já as exportações para o Brasil subiram para 29,6 bilhões, 3,4 bilhões a mais.

O comércio de produto primário, o mais importante nessa relação, aponta para exportações brasileiras de
20,4 bilhões, ? 595 milhões menos. Já as importações brasileiras subiram para 2,8 bilhões,  1 bilhão a mais.

Empréstimo tem evolução de 41% no ano passado

Os empréstimos para aquisição de máquinas agrícolas, equipamentos de irrigação e estruturas de armazenagem somaram R$ 4,7 bilhões de julho a dezembro de 2012. A alta é de 41% sobre igual período de 2011, segundo o Ministério da Agricultura.

Folha.com – São Paulo/SP

imprensa@faep.com.br