Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 04/08/2015 - 11h08
Postado em Agronegócios, Crédito Rural

04/08/2015 11h08 - Postado em Agronegócios, Crédito Rural

Dificuldade de crédito impacta no setor de maquinários

Mesmo quem opta por alguns dos programas do governo federal sofre com a lentidão dos agentes financeiros

A dificuldade na tomada de crédito também tem afetado os negócios envolvendo máquinas agrícolas. O setor registra consecutivas quedas nas vendas de tratores, colheitadeiras e implementos agrícolas ao longo de 2015. A indústria terminou o primeiro semestre deste ano com queda de 25% nos negócios em relação ao mesmo período do ano passado, conforme números da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Os produtores interessados em renovar o parque de máquinas têm encontrado muitas dificuldades na liberação de crédito. Mesmo quem opta por alguns dos programas do governo federal sofre com a lentidão dos agentes financeiros.

“A procura [por maquinário] existe. O problema é o financiamento. O Mais Alimentos está praticamente parado há dois meses. Nem autorização de faturamento, nem pagamento estão ocorrendo. Outros tipos estão sendo liberados lentamente. Há agências no limite da inadimplência que precisam melhorar neste ponto para fazer novas operações”, relata Rudolf Petter, que, junto com a família, administra duas concessionárias de máquinas agrícolas, uma nos Campos Gerais, no Paraná, e outra na região de Itaberá, interior de São Paulo.

Nos seis primeiros meses do ano, 24,7 mil unidades foram comercializadas no país, pior desempenho do setor desde 2009. O segmento mais afetado é das colheitadeiras, com queda de 32,2% ante o mesmo período de 2014. O nicho de tratores despencou 22,4%.

“Com certeza, o setor de máquinas agrícolas estaria melhor se os financiamentos estivessem andando como nos dois anos anteriores”, lamenta Petter.

Pelo caminhar do mercado, o setor irá amargar a segunda baixa consecutiva. No ano passado, a retração chegou a 17,4% nos negócios em relação a 2013, recorde com 83 mil máquinas vendidas.

Fonte: Gazeta do Povo

Título da Postagem: Dificuldade de crédito impacta no setor de maquinários

imprensa@faep.com.br