Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 12/05/2014 - 12h07
Postado em Agronegócios, Notícias, Tecnologia

12/05/2014 12h07 - Postado em Agronegócios, Notícias, Tecnologia

De Israel para as cooperativas do Norte do Paraná

Com a TI se pode otimizar operações controlar toda a linha de distribuição, decidir melhor quando plantar, o que plantar e onde armazenar

506Presente em Curitiba desde 2006, a empresa de tecnologia eWave do Brasil quer agora convencer cooperativas e produtores de Londrina e Norte do estado de que o trabalho agrícola não se desenvolve só no campo, mas também nas telas de computadores. A multinacional, integrante do The eWave Group, com sede em Israel, direcionou os esforços nos últimos meses para investir no mercado de Tecnologia da Informação (TI) na segunda maior cidade paranaense.

Londrina é uma espécie de teste para os executivos da empresa, que buscam desenvolver e consolidar um modelo de negócios voltado para regiões do interior, focado principalmente nas áreas de agronegócio e indústria. Hoje, a eWave está presente, além de Curitiba, em cinco capitais o único escritório no interior é o de Campinas, em São Paulo.

Em Londrina há muitas cooperativas e indústrias de grande porte que ainda não têm disponível, como em uma capital, os serviços que prestamos. Estamos conseguindo mostrar para essas empresas que podemos otimizar suas operações por meio da inovação de TI. Elas podem controlar melhor toda a linha de distribuição, decidir melhor quando plantar, o que plantar e onde armazenar, explica o CEO da multinacional, Nimrod Riftin.

Como o escritório se instalou na cidade em julho do ano passado e, em geral, o ciclo de vendas apresentação dos serviços e benefícios, adaptação à realidade do cliente e projeção dos custos demora de nove meses a um ano, a expectativa é que os contratos sejam formalizados nos próximos meses. A previsão da eWave é que Londrina ajude a consolidar a expansão da empresa verificada nos últimos anos, chegando a uma receita de R$ 60 milhões em 2014.

Apesar do otimismo, a eWave terá concorrência pesada à sua frente. O grupo NTT Data, o sexto maior do mundo na área de serviços de Tecnologia da Informação (TI), anunciou que também instalará uma unidade em Londrina ainda neste ano, gerando de 120 a 150 empregos na cidade.

Além da NTT Data, Londrina já conta com outras duas grandes empresas de TI a Dedic e a francesa Atos, que empregam 2,9 mil pessoas. A eWave ainda não faz projeções sobre o número de funcionários que empregará na cidade, mas adianta que buscará e treinará mão de obra local.

Fonte: Gazeta do Povo – 12/05/2014

Título da Postagem: De Israel para as cooperativas do Norte do Paraná

imprensa@faep.com.br