Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 08/07/2021 - 11h45
Postado em Destaques, Notícias, Suinocultura

08/07/2021 11h45 - Postado em Destaques, Notícias, Suinocultura

Custo de produção na mira dos produtores de suínos

Primeira reunião de 2021 da Comissão Técnica de Suinocultura da FAEP com a nova gestão debate desafios da atividade

Os desafios enfrentados pela suinocultura atualmente, como o impacto dos insumos para alimentação animal nos custos de produção e a imprevisibilidade do mercado, estiveram entre os temas discutidos na primeira reunião da Comissão Técnica (CT) de Suinocultura da FAEP em 2021, realizada por videoconferência no dia 8 de julho. A ocasião serviu para que os criadores integrantes da CT, representantes das principais regiões produtoras do Estado, se conhecessem, uma vez que a Comissão passou por reestruturação e a indicação de novos membros. Na gestão 2021/24, Deborah de Geus, de Tibagi, será a presidente da CT de Suinocultura, com Wienfried Matthias Leh, de Guarapuava, como vice-presidente.

Médica veterinária com atuação profissional em agroindústria e em consultoria, a Deborah retornou à atividade familiar da suinocultura no Paraná há dez anos. No início da reunião, a presidente destacou o momento atual da atividade, no qual preocupa os altos custos com a alimentação animal, principalmente soja e milho. “O gargalo hoje é a matéria-prima. Temos um mercado incerto e sem previsão de baixa para os insumos”, apontou.

Após uma rodada de apresentações entre os participantes, a técnica do Sistema FAEP/SENAR-PR e responsável pela CT de Suinocultura, Nicolle Wilsek, explicou aos presentes a estrutura de funcionamento, o regimento, além das conquistas que já foram alcançadas por meio destas reuniões. “É a partir desses encontros que nós conseguimos receber as demandas pontuais das diferentes regiões produtoras do Estado e encaminhar as medidas necessárias. Temos alguns frutos práticos, como o grupo de trabalho de javalis, e medidas de apoio às Cadecs, que surgiram de demandas trazidas nessa comissão”, explicou.

Na sequência foram apresentados aos presentes os dados do último levantamento de custos de produção da suinocultura realizado pelo Sistema FAEP/SENAR-PR e comparado ao histórico de um ano atrás. Esse trabalho é feito há mais de uma década, colhendo dados juntos aos produtores, revendedores de insumos e equipamentos nas regiões Oeste, Sudoeste e nos Campos Gerais, com objetivo de levantar os componentes do custo de produção em diferentes regimes (independente ou integrado) e modalidades de produção; como crechário, ciclo completo, unidade produtora de terminados (UPT), de leitões (UPL) e de leitões desmamados (UPD).

De um modo geral, a atividade sofreu com a alta expressiva dos grãos no início de 2021, e mesmo reajustes nos preços do animal ocorridos neste período não foram suficientes para compensar a alta destes insumos. Os detalhes desse levantamento estão nas páginas do Boletim Informativo 1540. Os levantamentos completos podem ser acessados no site www.sistemafaep.org.br, na seção Serviços.

Título da Postagem: Custo de produção na mira dos produtores de suínos

imprensa@faep.com.br