Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 16/10/2020 - 09h07
Postado em Destaques, Notícias

16/10/2020 09h07 - Postado em Destaques, Notícias

Coluna: Onde se produz mandioca no Paraná?

Estudo aponta que de 1999 até 2018 houve redução no número de microrregiões especializadas na produção de mandioca, passando de 11 no período de 1999 a 2003 para nove entre 2014 a 2018

O Brasil é o quarto maior produtor de mandioca do mundo, respondendo por 7,25% da produção mundial, atrás de Nigéria, Tailândia e Indonésia. O Paraná, por sua vez, é o maior produtor nacional de fécula. E esse estudo fez um mapeamento do território estadual das microrregiões produtoras de mandioca durante o período de 1999 até 2018. O material determina as mudanças na dinâmica espacial da cultura no Paraná.

Nesse período, houve redução no número de microrregiões especializadas na produção de mandioca, passando de 11 no período de 1999 a 2003 para nove entre 2014 a 2018. As mudanças na cultura se deram por diferentes variáveis.

Nas regiões de Paranavaí e Umuarama, o crédito rural (Pronaf e Pronamp) teve maior influência no estabelecimento da cultura. Já nas microrregiões de Toledo, Campo Mourão, Capanema e Astorga, a maior produtividade e a mecanização da cultura tiveram mais impacto.

Segundo características produtivas de cada região, o estudo dividiu as regiões em quatro grupos. No grupo um, a região de Paranavaí registra uma maior concentração de fábricas e a maior concentração de indústrias processadoras de raiz.

O grupo dois, por sua vez, envolve as regiões de Umuarama e Cianorte, tendo como características principais a alta participação no crédito rural e elevado número de fábricas.

Enquanto isso, o grupo três é formado pelas microrregiões de Astorga, Campo Mourão, União da Vitória, Cerro Azul e Paranaguá, onde predominam a especialização no cultivo da mandioca, porém com pouca representatividade da quantidade de fábricas.

O quarto grupo é formado pela microrregião de Toledo, sendo a moderada participação do crédito e a baixa quantidade de fábricas as principais características. Contudo a região se destaca com a maior produtividade dessa cultura e, mais que isso, se mantendo estável ao longo dos anos.

Essa trajetória reforça a importância dos investimentos em tecnologia como fator determinante no desenvolvimento da cadeia produtiva da mandioca.

Estudo completo

Esta série fez um breve relato com alguns dos destaques dos estudos promovidos pelo IDR-PR, com o apoio da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (SETI), sobre as principais culturas do Estado e os locais por onde estão distribuídas. Os textos trataram de soja e milho, laranja, leite e café, além da mandioca. Para ler uma versão dos estudos com mais detalhes, clique aqui.

Título da Postagem: Coluna: Onde se produz mandioca no Paraná?

imprensa@faep.com.br