Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 13/04/2012 - 12h00
Postado em Notícias

13/04/2012 12h00 - Postado em Notícias

CÓDIGO FLORESTAL: Dilma recorrerá a Medidas Provisórias

Segundo deputado Reinhold Stephanes, foi obtido acordo para o texto do projeto. Anúncio foi feito em primeira mão no programa Campo&Cia

O deputado Reinhold Stephanes (PDS-PR) revelou hoje que foi obtido um acordo para o texto do novo Código Florestal, que será apresentado pelo relator Paulo Piau (PMDB-MG) na próxima semana, e votado dia 24 na Câmara dos Deputados. "A presidente Dilma deverá baixar Medidas Provisórias tratando das questões polêmicas contidas no artigo 62 do texto que veio do Senado", anunciou Stephanes em entrevista exclusiva ao programa "Campo&Cia", da Federação da Agricultura do Estado do Paraná.

No artigo 62 constam regras que restringem a produção agrícola em áreas de preservação permanente, como margens de rios e morros, além de tratar de áreas consolidadas e da recomposição da Reserva Legal. Com trânsito no governo e entre os ruralistas, Stephanes, autorizado pelas principais lideranças no Congresso, atuou sem alarde na busca do entendimento. "Havia a disposição de enfrentamento e isso provocaria a reação da presidente", disse ele.

Como o texto não pode receber alterações, a alternativa será a adoção de Medidas Provisórias, onde, por exemplo, serão tratados casos excepcionais. "Mesmo que haja uma regra geral e a análise de que o cumprimento dela em determinadas situações se torna difícil, ela poderá ser excepcionalizada", disse.

 Da mesma forma, serão criadas outras regras para cursos d’água com até 5m de largura. Hoje, rios com até 10m de largura exigem mata ciliar de 15m. O prazo para a recomposição dessas APPS será de 5 anos para começar e 20 anos para concluir. O texto das Medidas Provisórias substituirá alguns parágrafos do controverso artigo 62 do texto do novo Código.

Ouça entrevista na integra: Clique Aqui

Fonte: Comunicação Social Sistema FAEP

imprensa@faep.com.br