Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 09/01/2013 - 12h00
Postado em Notícias

09/01/2013 12h00 - Postado em Notícias

CMN mantém baixa taxa de juros do BNDES PSI

O Conselho Monetário Nacional (CMN), por meio da Resolução nº 4.170, divulgou as novas taxas de juros para operações do Programa de Sustentação do Investimento (PSI) do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Na modalidade rural, máquinas e equipamentos contratados entre novembro e dezembro de 2012 eram financiados com taxa de juros de […]

O Conselho Monetário Nacional (CMN), por meio da Resolução nº 4.170, divulgou as novas taxas de juros para operações do Programa de Sustentação do Investimento (PSI) do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Na modalidade rural, máquinas e equipamentos contratados entre novembro e dezembro de 2012 eram financiados com taxa de juros de 2,5% ao ano e passariam a vigorar a partir de janeiro de 2013 com o percentual de 7,3% ao ano. Com a Resolução nº 4.170 a taxa de juros até 30 de junho de 2013 passa a ser de 3% ao ano e, após esta data, sobe para 3,5% ao ano. A redução da taxa de juros e a continuidade do programa atendem às solicitações da FAEP.

Aumento de recursos para

Funcafé e Pronaf Especial

O CMN aprovou, por meio da Resolução 4.180, a ampliação do montante de recursos para finalidade de custeio do Fundo da Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) em R$ 180 milhões, passando para o total de R$ 730 milhões.

O aumento foi viabilizado mediante redirecionamento de recursos: R$ 40 milhões saíram do financiamento de contratos de opção, outros R$ 40 milhões da linha de recuperação de cafezais danificados, e R$ 100 milhões da linha extraordinária de crédito destinada à composição de dívidas.

O volume de recursos para linha especial do Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) destinada a agricultores afetados pela estiagem na safra 2011/12 também foi ampliado. Na Resolução 4.179 o volume passou para R$ 1,2 bilhão, com aumento de R$ 700 milhões frente ao volume anteriormente disponibilizado.

As contratações vão até janeiro de 2013 com limite de crédito de R$ 10 mil por beneficiário e taxa de juros de 1% ao ano.

Renegociação para produtores de arroz

O CMN autorizou, por meio da Resolução nº 4.161, a renegociação de operações de custeio e investimento contratadas até 30 de junho de 2011 para produtores rurais de arroz. Produtores adimplentes e inadimplentes poderão renegociar por até 10 anos suas operações devendo procurar as instituições financeiras até 30 de abril de 2013.

imprensa@faep.com.br