Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 27/04/2015 - 10h27
Postado em Outras culturas

27/04/2015 10h27 - Postado em Outras culturas

Clima deve propiciar boa safra de café no Paraná

Estado espera produzir neste ano 1,1 milhão de sacas; colheita vai se intensificar a partir de junho

O clima, com chuvas regulares e temperaturas amenas, tem propiciado um bom desenvolvimento das lavouras de café nesta safra. A colheita ainda não começou oficialmente no Estado, mas em algumas regiões, como no Noroeste, há produtores que já iniciaram o recolhimento dos grãos. Neste ano, o Paraná espera colher 1,1 milhão de sacas, contra as 550 mil produzidas no ano passado. Vale lembrar que em 2014 a safra foi menor devido à geada que atingiu os cafezais em 2013.

Na temporada atual, os cafeicultores paranaenses não devem ter problemas com possíveis ocorrências de geadas porque o café já está na fase de maturação, explica Paulo Franzini, gerente do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab). Neste mês de abril, Franzini salienta que houve um pequeno período de veranico, mas nada que atrapalhasse o bom desenvolvimento dos grãos.

A partir de agora, a única preocupação do gerente é com o excesso de chuvas, que, se acontecer, pode comprometer a qualidade dos frutos. Franzini destaca, por sua vez, que a safra está indo muito bem no Estado. A área cultivada com café neste ano no Paraná é de 52,9 mil hectares e a área a ser colhida é de 43,3 mil hectares. No ano passado o cultivo do grão no Paraná alcançou 55,5 mil hectares e a colheita foi em 33,2 mil hectares.

Em relação às geadas neste inverno, o gerente do Deral destaca que as lavouras não correm mais riscos caso o fenômeno aconteça e afete as principais regiões produtoras do Estado. As perdas dos cafeicultores em 2013 chegaram a 62% da produção que, à época, foi estimada inicialmente em 1,54 milhão de sacas, segundo informações divulgadas pela Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep)

Mercado

Franzini afirma que o mercado de café segue estável. O preço pago ao cafeicultor paranaense em março deste ano fechou em R$ 381,38 a saca, contra R$ 389,46/sc em fevereiro e R$ 388,71/sc em março de 2014. Contudo, esse valor não está cobrindo o custo variável de produção dos cafeicultores paranaenses. Em fevereiro, último cálculo realizado pelo Deral, o valor gasto pelo produtor para produzir uma saca do grão foi de R$ 439,74.

No mesmo período do ano passado, o custo variável estava em R$ 381,51/sc. Esse valor engloba operação de máquinas e equipamentos, despesas de manutenção e benfeitorias, mão de obra temporária, fertilizantes, agrotóxicos, transporte externo, entre outras despesas.

Fonte: Folha de Londrina – 27/04/2015

Título da Postagem: Clima deve propiciar boa safra de café no Paraná

imprensa@faep.com.br