Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 17/01/2013 - 12h00
Postado em Notícias

17/01/2013 12h00 - Postado em Notícias

Chuvas excessivas atrapalham a colheita da primeira safra de feijão no PR

O excesso de chuvas no Paraná, que é o maior estado produtor de feijão do país, tem dificultado a colheita da primeira safra de feijão 2012/13. No município de Ponta Grossa, com as constantes precipitações muitos produtores foram obrigados a interromper os trabalhos no campo. Segundo o presidente do Sindicato Rural de Ponta Grossa, Gustavo […]

O excesso de chuvas no Paraná, que é o maior estado produtor de feijão do país, tem dificultado a colheita da primeira safra de feijão 2012/13. No município de Ponta Grossa, com as constantes precipitações muitos produtores foram obrigados a interromper os trabalhos no campo.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Ponta Grossa, Gustavo Ribas, a área plantada nessa temporada, registrou uma redução de cerca de 25% haja vista que parte dos produtores de feijão migraram para o plantio de culturas mais rentáveis como é o caso da soja. 

"No entanto, esse recuo nas áreas de plantio ocasionou uma diminuição na oferta e consequemente um aumento nos preços do grão. Ontem (16), na bolsinha, a saca do feijão carioca nota 10 foi comercializada a R$ 200,00", afirma Ribas.

De acordo com o boletim de acompanhamento do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado do Paraná, em todo o estado, a colheita da primeira safra de feijão já atingiu 46% da área projetada.

Cerca de 77% das lavouras estão em boas condições, 17% têm desenvolvimento médio e 6% estão em com condições ruins. E as plantações semeadas encontram-se nos seguintes estágios, desenvolvimento vegetativo (4%), floração (16%), frutificação (36%) e maturação (44%).

Fonte: Notícias Agrícolas – Fernanda Custódio -17/01/2013

imprensa@faep.com.br