Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 01/04/2013 - 12h00
Postado em Notícias

01/04/2013 12h00 - Postado em Notícias

Canadá deve voltar a comprar aves de produtores brasileiros

O Ministério da Agricultura informou na última quinta-feira que recebeu do governo canadense um comunicado sobre a retomada das importações de carne de aves de dois estabelecimentos brasileiros. Segundo o governo, as exportações destas plantas para o Canadá estavam suspensas desde agosto de 2011 por causa da detecção de resíduos de quinolonas (antibiótico) nas carnes […]

O Ministério da Agricultura informou na última quinta-feira que recebeu do governo canadense um comunicado sobre a retomada das importações de carne de aves de dois estabelecimentos brasileiros.

Segundo o governo, as exportações destas plantas para o Canadá estavam suspensas desde agosto de 2011 por causa da detecção de resíduos de quinolonas (antibiótico) nas carnes de aves.

A diretora interina do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal do Ministério da Agricultura, Judi Nóbrega, informou que o Brasil possui programas que controlam a presença de resíduos em carnes, inclusive de quinolonas. Entretanto, diz ela, o Canadá exige ausência completa de resíduo dessa substância na carne de aves, o que difere das exigências brasileiras e da maioria dos outros compradores.

"A reinclusão dos dois estabelecimentos nas exportações representa um gesto de confiança do Serviço Veterinário Canadense no sistema de Inspeção brasileiro de carne de aves", explica. O Brasil possui 45 estabelecimentos de aves habilitados a exportar para o Canadá e no ano passado exportou US$ 48 milhões do produto para aquele país.

A produção de arroz do Rio Grande do Sul deve cair 7,5% em 2012/13, para 7,159 milhões de toneladas, estimou a Federação das Associações de Arrozeiros do estado (Federarroz). O volume é inferior ao projetado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em levantamento divulgado no início do mês, de 8,026 milhões de toneladas. Na safra anterior, o estado colheu 7,7 milhões de toneladas.

DCI – São Paulo/SP

imprensa@faep.com.br