Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 15/05/2012 - 12h00
Postado em Notícias

15/05/2012 12h00 - Postado em Notícias

Campanha de vacinação termina em duas semanas

Os pecuaristas do Paraná têm mais duas semanas de janela para comprar e aplicar vacina contra a febre aftosa em bovinos e bubalinos. A campanha que segue até o fim deste mês inclui também o prazo da comprovação da imunização nas unidades veterinárias ligadas à Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab). A […]

Os pecuaristas do Paraná têm mais duas semanas de janela para comprar e aplicar vacina contra a febre aftosa em bovinos e bubalinos. A campanha que segue até o fim deste mês inclui também o prazo da comprovação da imunização nas unidades veterinárias ligadas à Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab). A partir de junho, a comercialização da vacina deve ser suspensa. O produtor que não vacinar seus animais poderá ser multado em R$ 101,84 por cabeça. Enquanto a cheia atrapalha a vacinação no Pantanal e a seca prejudica a tarefa no Nordeste, a campanha vem ocorrendo normalmente no Paraná. A meta é vacinar perto de 100% das 4,3 milhões de cabeças de gado com até 2 anos de idade.

Os pecuaristas do Paraná têm mais duas semanas de janela para comprar e aplicar vacina contra a febre aftosa em bovinos e bubalinos. A campanha que segue até o fim deste mês inclui também o prazo da comprovação da imunização nas unidades veterinárias ligadas à Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab). A partir de junho, a comercialização da vacina deve ser suspensa. O produtor que não vacinar seus animais poderá ser multado em R$ 101,84 por cabeça. Enquanto a cheia atrapalha a vacinação no Pantanal e a seca prejudica a tarefa no Nordeste, a campanha vem ocorrendo normalmente no Paraná. A meta é vacinar perto de 100% das 4,3 milhões de cabeças de gado com até 2 anos de idade.

FOnte: Gazeta do Povo Online

 

imprensa@faep.com.br