Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 01/07/2013 - 12h00
Postado em Notícias

01/07/2013 12h00 - Postado em Notícias

Brasil terá banco genético mundial da cana-de-açúcar

Marcos Landell, coordenador do Centro de Cana do Instituto Agronômico (IAC), de Campinas, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, localizado em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, e Raúl Castillo, coordenador da seção de Melhoramento Genético e Germoplasma da ISSCT (International Society of Sugar Cane Technologists) e diretor geral da […]

Marcos Landell, coordenador do Centro de Cana do Instituto Agronômico (IAC), de Campinas, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, localizado em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, e Raúl Castillo, coordenador da seção de Melhoramento Genético e Germoplasma da ISSCT (International Society of Sugar Cane Technologists) e diretor geral da CINCAE – Centro de Investigación de la Caña de Azúcar del Ecuador, anunciaram no Congresso da ISSCT 2013 que o Brasil será sede de um novo banco genético de cana, com variedades de todo o mundo. O evento, encerrado na quinta-feira (27) teve a participação de 150 empresas do Brasil e do exterior.

De acordo com os dois especialistas, será criado um consórcio entre entidades e empresas pesquisadoras brasileiras, liderado pelo IAC, que responderá pela implantação e manutenção do banco, cujo nome técnico é Germoplasma. "O ISSCT vai contribuir para o Brasil ser sede dessa coleção mundial que represente a variabilidade genética do complexo Saccharum", explica Raúl Castillo, da ISSCT. Atualmente existem dois bancos genéticos da cana, um na Índia e outro em Miami, nos Estados Unidos. Os dois apresentam limitações de acesso à informação aos pesquisadores, especialmente da América Latina. "A criação do Germoplasma no Brasil favorecerá os pesquisadores latinos e contribuirá para o desenvolvimento de variedades mais resistentes a doenças e também mais produtivas, pois ele estará aberto para todos", explica Castillo. Marcos Landell, do IAC, destaca que o banco deverá contar com mais de duas mil variedades oriundas de todo o mundo e acredita que o consórcio receberá o apoio dos principais centros de pesquisa e empresas que trabalham com melhoramento genético do País. "Cada centro tem seu foco de pesquisa e pode contribuir muito com suas variedades para o banco genético", ressalta.

A previsão é que, em até três anos, o banco genético entre em funcionamento no Centro de Cana Iac-Apta – Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio Cana, do Instituto Agronômico de Ribeirão Preto.

A ISSCT Expo 2013, realizada simultaneamente ao Congresso da ISSCT no Transamérica Expo Center, e que terminou dia 27 de junho, apresentou novidades, tecnologias, equipamentos e serviços para a indústria sucroenergética de 150 empresas nacionais e internacionais. São cerca de 50 expositoras estrangeiras, entre elas representantes da Índia, que buscam novos mercados no País.

Com 80 anos de experiência, a ISGEC é uma empresa global diversificada e, sob os cuidados de sua representante Bazico Tecnologia no Brasil, apresentou no evento a atuação nas áreas de engenharia de projetos com cana-de-açúcar, usinas, maquinários e caldeiras utilizadas na cogeração de energia. Possui mais de 70 projetos relacionados à cana de açúcar e mais de 600 com caldeiras.

O Grupo Uttam está estabelecido há mais de 5 décadas na Índia, atendendo à agroindústria da cana-de-açúcar através da fabricação e fornecimento de equipamentos e com projetos EPC para usinas completas.

Fundada em 1976 como subsidiária da Zanini Equipamentos Pesados, de Sertãozinho, interior de São Paulo, a Sermatec Zanini conta com mais de 160 projetos de caldeiras produção de vapor e energia instalados nas Américas e na África, sendo 117 para atender capacidades de pressões iguais ou superiores a 65 bar e 41 projetos destinados à exportação.

O Congresso recebeu número recordes de artigos de tecnólogos e pesquisadores de diversos países e do Brasil – mais de 500. Foram selecionados 198 trabalhos técnicos e 136 pôsteres científicos, apresentados nos quatro dias do evento, com temas focados em toda a cadeia sucroenergética.

DCI

imprensa@faep.com.br