Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 05/08/2013 - 12h00
Postado em Notícias

05/08/2013 12h00 - Postado em Notícias

Bons tratos ao trator

As dicas para um bom rendimento no plantio e na colheita

Cristiano Conti, agrônomo e pesquisador da New Holland, já viu máquinas "gêmeas" terem desempenhos completamente opostos. Uma "quebrou" com 5 mil horas de uso, enquanto outra, operada conforme o manual, não deu despesa antes de 30 mil horas.
"O manual do operador não pode ficar esquecido num canto do barracão. Deve funcionar como uma referência, um tira-dúvidas, porque tem muitas informações importantes", afirma Conti.

Cristiano Conti, o engenheiro do SENAR-PR. Neder Maciel Corso e o Instituto de Diversificação e Eficiência Energética (IDAE) da Espanha foram consultados pelo BI sobre dicas para obter melhor rendimento e economia no uso dos tratores. Veja as recomendações:

Economia em combustível

De 10 a 20%. – Combinando a força do motor e a marcha adequada

Selecione o modo de funcionamento do motor para que trabalhe em zonas de baixo consumo. Encontrar a velocidade de trabalho adequada à rotação do motor, para cada operação, maximiza o rendimento do combustível. Quanto mais marchas um trator tiver, dentro da velocidade de trabalho (geralmente de 4 a 12 km/h), melhor para encontrar a faixa de transmissão ideal.

De 5 a 10% – usando implementos adequados e com manutenção em dia       

Uma combinação errada de trator e implemento gera baixo rendimento operacional, compactação de solo, maior consumo de combustível, desgaste da máquina e trabalho mal feito. É comum experimentar um implemento novo no trator, para ver se ele aguenta puxar. Se o trator "apanhar", cuidado, é sinal de que não está dimensionado para o serviço.

De 5 a 10% – Pneus, Tração Dianteira Auxiliar e Bloqueio Diferencial

O uso adequado dos pneus, seja na escolha do modelo (desenho de garra, radial ou diagonal) ou na manutenção diária com as calibragens, é fator que garante um melhor rendimento operacional e a redução do consumo de combustível. A tração dianteira auxiliar e o bloqueio diferencial melhoram o desempenho no campo, principalmente em atividade que exija grande força de tração, como preparo do solo ou plantio.

5% – Redução de patinagem

A patinagem pode ser ocasionada por vários fatores, mas principalmente por desequilíbrio de pesos do trator, mau dimensionamento de implementos, pneus gastos ou com falta de calibração. A correção desses problemas pode ser feita facilmente na propriedade. Geralmente, para operações em 4×4, a distribuição do peso fica em 40% na frente do trator e 60% na traseira. Use sempre o manual de operador e as orientações dos técnicos para auxiliar neste balanceamento.

De 5 a 10% – Manutenção do Motor

A manutenção periódica com as trocas de óleo e filtros, e limpeza do filtro de ar, aumenta a vida útil do motor e melhora seu desempenho e economia. Outro fator importante é a qualidade do combustível utilizado, que pode comprometer a vida útil do motor e aumentar o consumo diário. Evite armazenar diesel por longos períodos na propriedade; também não esqueça de fazer a sangria da água no filtro de combustível, para evitar que haja atrito entre as partes metálicas na partida do motor.

imprensa@faep.com.br