Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 27/01/2020 - 09h46
Postado em Destaques, Faep, Notícias

27/01/2020 09h46 - Postado em Destaques, Faep, Notícias

Assembleia da FAEP lembra conquistas e aponta desafios para 2020

Lideranças rurais de todas as regiões do Paraná se reúnem em Curitiba, nesta segunda (27), para fazer retrospectiva e aprovar plano de ações estratégicas para este ano

Os avanços de 2019 e os desafios de 2020 para o campo paranaense são o fio condutor de uma série de debates que acontece nesta segunda-feira (27), em Curitiba. Ao todo, 89 presidentes de sindicatos rurais, representando todas as cadeias produtivas e regiões do Estado, participam da Assembleia Geral da FAEP. Junto com a diretoria da entidade, o esforço será para seguir no caminho de lutar por conquistas em prol dos interesses dos agropecuaristas paranaenses.

Na abertura, o presidente da FAEP, Ágide Meneguette, destacou o fim da vacinação contra febre aftosa, que vai abrir novos mercados no mundo para as proteínas animais produzidas no Estado. “O fim da vacinação contra febre aftosa foi, ao meu ver, o grande acontecimento de 2019 para o setor agropecuário do Paraná. A FAEP tem muito a ver com essa conquista, já que há mais de duas décadas vem peleando para que o Paraná tenha um confiável aparato de defesa sanitária animal”, recordou.

Meneguette também agradeceu ao esforço de todos os presidentes por terem ajudado a mobilizar o campo para se unir e participar dos eventos que aconteceram, ao longo de 2019, em prol da retirada da vacinação. “As ações para que o governo do Estado bancasse a iniciativa contou com a participação de muita gente, inclusive na grande manifestação realizada na audiência pública da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), no mês de agosto. E precedendo a audiência na Alep, foram realizados seis grandes encontros regionais, reunindo milhares de produtores rurais, em Pato Branco, Paranavaí, Cascavel, Guarapuava, Cornélio Procópio e Curitiba”, enumerou.

O presidente da FAEP pontuou diversas outras conquistas, como, por exemplo, o desmembramento do Estado do restante do país em relação à Peste Suína Clássica. Além disso, Meneguette enfatizou grandes avanços na área ambiental. “A Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo reeditou e melhorou consideravelmente as dimensões e prazos nos licenciamentos para produção agropecuária. A secretaria e a FAEP estão elaborando cartilhas sobre os assuntos tratados nas resoluções e que serão amplamente distribuídas entre os produtores rurais para que possam se beneficiar das novas regras ambientais”, citou.

Outro ponto importante elencado pelo presidente foi o Programa de Sustentabilidade Sindical, criado para oxigenar e dar condições de sobrevivência aos sindicatos, de forma que conseguissem maior representatividade perante os poderes constituídos e a sociedade. Foram diversos cursos, incluindo uma etapa internacional em parceria com o SEBRAE-PR, com o que há de mais moderno em relação às pesquisas na área de gestão de pessoas.

“A FAEP montou equipes de consultores para ajudar os sindicatos a elaborar Planos de Ação, visando atrair associados e resolver problemas financeiros. Essas equipes visitaram 120 sindicatos, em pelo menos quatro vezes, para acompanhar o desenvolvimento dos Planos de Ação e ajustá-los, quando necessário”, lembrou.

imprensa@faep.com.br