Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 29/05/2014 - 11h01
Postado em Agronegócios, Soja

29/05/2014 11h01 - Postado em Agronegócios, Soja

Argentina teme perda de qualidade dos grãos pelo excesso de chuva

País vizinho quer retirar dos campos mais de 54 milhões de toneladas da oleaginosa neste ciclo

 soja_GCom perto de 25% da soja ainda no campo, numa época em que a colheita deveria estar no fim, a Argentina registra uma semana inteira de sol e espera recuperar o ritmo das atividades nas lavouras. O excesso de chuvas, que vem provocando perdas pontuais desde o início da colheita, rebaixa a qualidade dos grãos e põe em xeque o resultado da temporada.

A Bolsa de Cereales, instituição que realiza pesquisas semanais, mantém previsão de que a colheita da oleaginosa vai alcançar 55,5 milhões de toneladas. O milho, que também registra atraso na colheita, deve render 24 milhões de toneladas, informa a instituição. Nova bateria de análises deve ser divulgada até sexta-feira.

Na semana passada, a colheita da oleaginosa avançou apenas 3 pontos porcentuais, com chuvas de 30 a 60 milímetros. Os técnicos da Bolsa de Cereales consideram que, para haver perdas significativas em volume, com abertura das vagens, elas terão de secar abruptamente – o que é pouco provável nesta época do ano, em que o clima de inverno começa a se configurar.

A céu aberto
5 milhões de hectares de soja ainda precisam ser colhidos na Argentina, o dobro da área que tinha plantas da oleaginosa em pé nesta época do ano passado. Essa conta vale também para o milho, que ainda ocupa 2,5 milhões de hectares.

Fonte: Gazeta do Povo

Título da Postagem: Argentina teme perda de qualidade dos grãos pelo excesso de chuva

imprensa@faep.com.br