Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 19/06/2012 - 12h00
Postado em Notícias

19/06/2012 12h00 - Postado em Notícias

Alta tecnologia para a agricultura sustentável

Pesquisas receberão mais de US$ 5 bi para adaptar culturas ao clima mutável

A agricultura sustentável precisa de alta tecnologia para garantir mais produtividade e menos impacto ambiental. Ontem, a CGIAR (organização que reúne instituições envolvidas em pesquisas para a segurança alimentar) levou cerca de 600 especialistas ao Centro de Convenções Sul América, na Cidade Nova, e apresentou projetos que devem movimentar cerca de US$ 5 bilhões em pesquisas em agricultura nos próximos cinco anos.

As pesquisas pretendem contribuir para reduzir a pobreza rural, melhorar a segurança alimentar, a saúde e a nutrição de milhares de pessoas. Além disso, os especialistas dizem que a degradação de áreas com cobertura florestal seria maior sem eficiência no cultivo.

– A pesquisa agrícola é essencial para aumentar substancialmente a produção agrícola e alimentar a crescente população mundial, sem agredir o meio ambiente, ameaçando a segurança alimentar, agravando as mudanças climáticas, a degradação do solo e a escassez de água – afirmou Jonathan Wadsworth, um dos diretores do CGIAR.

Plantas mais resistentes e ricas em nutrientes

Os pesquisadores desenvolvem culturas menos vulneráveis a secas, chuvas extremas, pragas e doenças. Também há trabalhos que pretendem diminuir as emissões de gases-estufa, além de variedades de produtos alimentares mais nutritivos. Outros projetos pretendem fornecer irrigação sustentável para 12 milhões de famílias na África, enquanto alguns se voltam para a produção de arroz, ajudando a melhorar a renda de 150 milhões de pessoas.

– Ciência e meio ambiente precisam ser melhores amigos se quisermos alcançar um futuro de segurança alimentar – ressaltou Frank Rijsberman, novo diretor do consórcio CGIAR.
 
Fonte: O Globo – Cláudio Motta 
 

imprensa@faep.com.br