Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 26/07/2012 - 12h00
Postado em Notícias

26/07/2012 12h00 - Postado em Notícias

Alerta Geada do Iapar agora também é emitido por mensagem de celular

O serviço Alerta Geada do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) está sendo enviado aos usuários também por mensagem de celular (SMS – Short Message Service). O serviço é realizado em parceria com o Instituto Tecnológico Simepar – Sistema Meteorológico do Paraná. Atualmente, cafeicultores, técnicos, viveiristas e comerciantes de café são comunicados por meio de notícias […]

O serviço Alerta Geada do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) está sendo enviado aos usuários também por mensagem de celular (SMS – Short Message Service). O serviço é realizado em parceria com o Instituto Tecnológico Simepar – Sistema Meteorológico do Paraná. Atualmente, cafeicultores, técnicos, viveiristas e comerciantes de café são comunicados por meio de notícias veiculadas na imprensa, site, e-mail, redes sociais e mensagem de telefone (43) 3391-4500.

Para receber o alerta por SMS, que será enviado sem custo para o usuário, o interessado precisará se cadastrar novamente no site do Iapar, no endereço Receba o Alerta por e-mail ou torpedo.

O Iapar é uma das fundadoras e instituição participante do Consórcio Pesquisa Café, cujo programa de pesquisa é coordenado pela Embrapa Café, Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Conforme o coordenador da área de Agrometeorologia, Paulo Henrique Caramori, "o serviço de mensagem via torpedo no celular é direto, muito rápido e agiliza uma tomada de decisão por parte do cafeicultor em relação às medidas de proteção do cafeeiro", explica.

Modernização

Para o presidente do Iapar, Florindo Dalberto, a implantação do Alerta Geada por torpedo "é parte do esforço do instituto em melhorar e modernizar a comunicação e as soluções de tecnologia de informação nos serviços prestados aos usuários". Dalberto lembra que o instituto já prestou este serviço quando existiam apenas duas operadoras de telefonia celular no Paraná, há mais de 10 anos. "Com a entrada no mercado de inúmeras operadoras, houve dificuldade em continuar prestando esse serviço, o que hoje é realizado por "brokers" (empresas integradoras de soluções em tecnologia da informação).

O coordenador de Difusão de Tecnologia do Iapar, Celso Helbel Jr, destaca o esforço da equipe do instituto em colocar todo o arsenal de ferramentas de comunicação à disposição dos agricultores para que o Alerta Geada chegue a todos aqueles que precisam tomar providências para proteger suas lavouras e em tempo hábil.

Ele ressalta, porém, que é preciso que o recadastramento dos usuários seja feito com atenção para que não ocorram erros de digitação na inscrição de endereços, e-mail, código de área e dos números dos telefones celulares. "E-mails incorretos ou telefones celulares incompletos não poderão receber os alertas, uma vez que o sistema não faz as correções automaticamente", explica.

Consórcio Pesquisa Café

Tendo por base a sustentabilidade, a qualidade, a produtividade, a preservação ambiental, o desenvolvimento e o incentivo a pequenos e grandes produtores, com responsabilidade social e ambiental, participam atualmente do Consórcio as dez instituições fundadoras – Ministério da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento (MAPA), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro (Pesagro), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Instituto Agronômico (IAC), Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), Universidade Federal de Lavras (UFLA) e Universidade Federal de Viçosa (UFV) – e outras 40 instituições de pesquisa, ensino e extesão.

As pesquisas estão concentradas nas áreas de melhoramento genético, biotecnologia, segurança alimentar, otimização do sistema produtivo, manejo integrado de pragas e doenças, cafeicultura irrigada, zoneamento climático, colheita e pós-colheita, aperfeiçoamento de processos e desenvolvimento de equipamentos.

As pesquisas do Consórcio Pesquisa Café contam com o apoio e o financiamento do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

FONTES
Embrapa Café e Iapar
Regina Toledo e Flávia Bessa Jornalista
Telefone: (61) 3448-1927

imprensa@faep.com.br