Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 30/06/2011 - 12h00
Postado em Notícias

30/06/2011 12h00 - Postado em Notícias

USDA – Relatório de estoques norte-americanos derruba preços Bolsa de Chicago

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou hoje (30), o relatório trimestral de estoques nos Estados Unidos para a soja, milho e trigo.  Os números apresentados derrubaram os preços internacionais na Bolsa de Chicago. No caso do milho, o relatório traz um estoque, em 1º de junho, de 93,2 milhões de toneladas, volume […]

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou hoje (30), o relatório trimestral de estoques nos Estados Unidos para a soja, milho e trigo.  Os números apresentados derrubaram os preços internacionais na Bolsa de Chicago.

No caso do milho, o relatório traz um estoque, em 1º de junho, de 93,2 milhões de toneladas, volume 11% superior às expectativas do mercado (84,4 milhões de toneladas). Quanto à área plantada, o USDA estima um crescimento de 5%, somando 37,3 milhões de hectares.   Com isso, no pregão intermediário, o mercado do milho opera em limite de baixa (78 pontos), equivalente a US$ 1,85/saca.  Os futuros para o primeiro vencimento são cotados a US$ 14,65/saca.

Para a soja, os números são igualmente baixistas, haja vista o relatório informar um estoque norte-americano de 16,8 milhões de toneladas contra 16,2 milhões de toneladas aguardados pelo mercado. Na Bolsa de Chicago, a queda em relação à quarta-feira é de 22 pontos, correspondente a US$ 0,50/saca.  Os contratos para julho são negociados a US$ 28,92/saca.
O USDA prevê para o trigo norte-americano,um estoque de 23,4 milhões de toneladas, enquanto o mercado trabalha com um volume de 22,5 milhões de toneladas.  Os futuros para julho operam com queda de 55 pontos (US$ 1,24/saca), cotados a US$ 12,90/saca.

De acordo comespecialistas do setor, os números apresentados não espelham os problemas enfrentados pelos produtores norte-americanos nos últimos meses e esperam uma retificação nos próximos relatórios mensais de oferta e demanda.

Gilda M. Bozza
Economista – DTE/FAEP

imprensa@faep.com.br