Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 22/03/2012 - 12h00
Postado em Notícias

22/03/2012 12h00 - Postado em Notícias

Soja é o carro-chefe das exportações do agronegócio do Paraná em 2012

Por Gilda M. Bozza - economista - DTE/FAEP

Os dados do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio – MDIC, mostram que no primeiro bimestre de 2012 as exportações paranaenses somaram US$ 2,38 bilhões, um aumento de 26% comparativamente a igual período de 2011 (US$ 1,89 bilhão).
Quanto às importações somaram US$ 3,03 bilhões, ou seja, um incremento de 23% sobre igual período de 2011 (US$ 2,45 bilhões).  Com isso, houve um déficit de US$ 649 milhões. Lembrando que o ano de 2011 fechou com saldo negativo de US$ 1,37 bilhão.


Exportações do agronegócio do Paraná – alcançaram US$ 1,59 bilhão, uma elevação de 25% quando comparadas a igual período de 2011 (US$ 1,27 bilhão) e representam 67% das exportações totais do estado e 13,6% das exportações do agronegócio brasileiro (US$ 11,7 bilhões). Apenas os complexos soja, carnes e sucroenergético respondem por 69% do total das exportações do agronegócio paranaense.  É o que mostram os dados do agronegócio divulgados pela Secretaria de Relações Internacionais, do Ministério de Agricultura.
Complexo Soja – o complexo soja (grão, farelo, óleo, margarina e lecitina), no acumulado do ano registrou uma receita de US$ 569 milhões, apontando uma evolução de 84% sobre igual período de 2011 (308 milhões), mais por conta do volume exportado e do preço de exportação. O complexo soja permanece como carro chefe das exportações do agronegócio do Paraná, com uma participação de 36% no total exportado.  As exportações de soja em grão somaram US$ 333 milhões, com evolução de 1.012%  sobre igual período de 2011 (US$ 33 milhões). O preço médio de exportação foi de US$ 453,60 por tonelada contra a média de US$ 447,58 por tonelada em igual período de 2011. O volume comercializado cresceu mais de 950%, tendo passado de 73 mil toneladas para 735 mil toneladas.  As exportações de farelo de soja geraram receita de US$ 171 milhões. O volume comercializado foi de 474 mil toneladas.  As exportações de óleo foram de US$ 63 milhões.
Complexo Carnes – o complexo carnes ocupa o segundo lugar no ranking das exportações do agronegócio paranaense, participando com 22% do total, ou seja, US$ 356 milhões. As exportações de carne de frango somaram US$ 288 milhões e um volume exportado de 164 mil toneladas. As exportações de carne suína totalizaram US$ 20,5 milhões e volume exportado de 9 mil toneladas.  Já as exportações de carne bovina apontam receita de US$ 6 milhões e volume comercializado de 1,8 mil toneladas.
Produtos florestais – o terceiro setor exportador em ordem de importância, obteve receita de US$ 188 milhões e participa com 12% nas exportações do agronegócio paranaense.
Sucroenergético – no bimestre janeiro/fevereiro de 2012, as exportações do complexo sucroenergético somaram US$ 176milhões. As exportações de álcool totalizaram US$ 3,1 milhões. A participação do complexo nas exportações do agronegócio paranaense é de 11% e ocupa o quarto lugar nas exportações.
Café – as exportações do complexo café (café verde, torrado, solúvel, extratos e essências), quinto principal setor exportador, atingiram US$ 78 milhões.
Milho – As exportações de milho em grão totalizaram US$ 76 milhões e o volume comercializado foi de 294 mil toneladas, com preço médio de exportação de US$ 259,60 por tonelada.
 

Por destino das exportações é importante ressaltar o crescimento em valores, em relação a igual período de 2011, para os mercados: China (324%); Taiwan (389%), Coréia do Sul (221%): Egito (170%), Índia (165%); Cingapura (162%); Espanha (115%); Países Baixos (Holanda) (74%); Emirados Árabes (69%).

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom