Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 12/03/2012 - 12h00
Postado em Notícias

12/03/2012 12h00 - Postado em Notícias

SENAR-PR capacita técnicos para o ABC

Convênio assinado com o Banco do Brasil e diversas instituições permitirá o avanço do programa ABC no Paraná

Além de levar tecnologia ao campo, ampliando consideravelmente a produtividade, o programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC) contribuirá para o Brasil apresentar resultados práticos na Conferência Ambiental Rio + 20, em junho próximo.
Essas constatações foram feitas pelo ex-senador Osmar Dias, diretor de Agronegócio do Banco do Brasil,  ao abordar em palestra para mais de cem lideranças rurais a necessidade de se implantar no país o ABC, símbolo da agricultura sustentável.
"Até abril de 2010 não havia nenhum projeto liberado desse programa e sequer havia definições do que poderia ser financiado", lembrou Dias, que compareceu à posse da nova diretoria da FAEP nesta segunda feira (12), no Hotel Radisson, em Curitiba.
Na oportunidade o SENAR-PR  assinou com vários parceiros um protocolo para treinamento de 180 engenheiros agrônomos em todo o Estado, a partir do próximo dia 23.
"Para se ter ideia da questão do ABC, atendemos até agora 1235 projetos, número ínfimo pela importância desse programa", disse o diretor de Agronegócio do BB, "os técnicos são poucos e temos que multiplicar
porque os projetos  dependem deles".
Segundo Dias, as metas para o ABC estipulam o crescimento de 24 milhões para 32 milhões de hectares de plantio direto no país e a recuperação, até 2020, de 15 milhões de hectares em pastagens degradadas, o que equivale a cerca de pouco mais de 10% do total dessas pastagens – 120 milhões de hectares.
"Portanto", lembrou Dias, "o convênio que assinamos hoje com a Faep, o SENAR-PR e parceiros é muito importante para ir multiplicando o treinamento de técnicos. Mas os produtores terão que ter algum curso também porque é uma tecnologia que exige muitos cuidados na hora de implantar".
 
 

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom