Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 10/12/2010 - 12h00
Postado em Notícias

10/12/2010 12h00 - Postado em Notícias

Relatório USDA – DEZEMBRO 2010

SOJA – Safra Mundial 2010/11 prevista em 257,78 milhões de toneladas A produção mundial de soja foi reajustada para 257,78 milhões contra 257,36 milhões de toneladas do relatório de novembro; o consumo foi retificado de 254,67 para 256,24 milhões de toneladas; indica estoques finais mais baixos, passando de 61,41 para 60,12 milhões de toneladas.  A […]

SOJA – Safra Mundial 2010/11 prevista em 257,78 milhões de toneladas
A produção mundial de soja foi reajustada para 257,78 milhões contra 257,36 milhões de toneladas do relatório de novembro; o consumo foi retificado de 254,67 para 256,24 milhões de toneladas; indica estoques finais mais baixos, passando de 61,41 para 60,12 milhões de toneladas.  A relação estoque final/consumo subiu para 23,4%.

Estados Unidos
A produção norte-americana de soja foi mantida em 91,85 milhões de toneladas.  Os estoques finais norte-americanos foram reajustados de 5,03 para 4,49 milhões de toneladas.  Relação estoque final/consumo de 9,3%.

Brasil
O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos – Usda manteve a produção brasileira e as exportações em 52 milhões e 31,40 milhões de toneladas, respectivamente.  Estoques finais previstos em 14,84 milhões de toneladas.

Argentina
Os números de oferta e demanda não apresentaram alterações.  A produção foi mantida em 52 milhões de toneladas.  As exportações mantidas em 13 milhões de toneladas.   Estoques finais estimados em 20,50 milhões de toneladas. 
Base de preços estimada para a safra 2010/11, entre US$ 22,21 a US$ 26,90 por saca de 60 kg.

MILHO: Produção mundial 2010/11 – 820,7 milhões de toneladas                                                                  
O relatório de dezembro/10 reavaliou a produção mundial para 820,7 milhões de toneladas ao mesmo tempo em que manteve o consumo mundial em 837,9 milhões de toneladas. Já o estoque mundial passou de 129,1 para 130,0 milhões de toneladas.  A relação estoque final/consumo é de 15,5%.

Estados Unidos
A produção e a exportação americana foram mantidas em 318 milhões e 49,5 milhões de toneladas, respectivamente. Estoque final americano estimado em 21,1 milhões de toneladas.  A produtividade média estimada é de 9.674 kg/hectare.

Argentina
O relatório de dezembro manteve as estimativas para a Argentina. Assim a produção permanece em 25 milhões de toneladas e exportações em 17,5 de toneladas. Estoques finais argentinos de um milhão de toneladas.

Brasil
Para o Brasil foram mantidas as estimativas de novembro.  Produção brasileira de 52 milhões de toneladas; exportações de sete milhões de toneladas e estoques finais de 9,6 milhões de toneladas.

TRIGO –  SAFRA  MUNDIAL 2010/11 – 646,5 milhões de toneladas
A preocupação do mercado mundial quanto à possível quebra na produção mundial de trigo, não foi considerada no relatório mensal do USDA.  A produção mundial foi reajustada para 646,5 milhões de toneladas contra 642,9 milhões de toneladas do relatório de novembro (um aumento de 3,6 milhões de toneladas).  Já o consumo mundial passou de 665,8 para 666,5 milhões de toneladas.   Os estoques finais registram um reajuste de 4,2 milhões de toneladas, ou seja, passaram de 172,5 para 176,7 milhões de toneladas.  Com isso, a relação estoque final/consumo é de 26,5%.

Estados Unidos
Foram mantidos os mesmos números do relatório de novembro: produção = 60,1 milhões de toneladas; exportações = 34,0 milhões de toneladas. Já o consumo e estoque final americanos estimados em 32,2 e 23,3 milhões de toneladas, respectivamente. 

Argentina
O USDA manteve a produção e as exportações argentinas de trigo em 13,5 e 8,0 milhões de toneladas, respectivamente. Já o estoque final foi reajustado para 540 mil toneladas.

Austrália
A produção australiana de trigo foi retificada para 25,5 milhões de toneladas e as exportações reajustadas para 15,0 milhões de toneladas.  Estoques finais previstos em 6,7 milhões de toneladas.

Rússia
A produção da Rússia foi reavaliada para 41,5 milhões de toneladas e o consumo reajustado para 47,5 milhões de toneladas.  

Dezembro/10
Gilda M. Bozza
Economista – DTE/FAEP

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom